Política

Sem projeto do 'Dia do torcedor Flamenguista', Câmara aprova novo PCCR

Proposta polêmica do vereador Maurício Lemes (PSB) foi retirada da pauta

Marcos Morandi Publicado em 19/10/2021, às 09h50

Vereadores aprovaram PCCR dos servidores do Legislativo Municipal
Vereadores aprovaram PCCR dos servidores do Legislativo Municipal - Leandro Silva

Entre os sete projetos de lei que foram levados à discussão no plenário da Câmara Municipal,  na sessão desta segunda-feira (18), está o novo PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração) da Casa de Leis, que foi aprovado em segunda discussão.

O Projeto de Lei Complementar nº 026/2021, de autoria da Mesa Diretora, que dispõe sobre o novo PCCR dos Servidores do Poder Legislativo, segue agora para sanção do poder Executivo. Depois de sancionada a Lei, a Casa vai organizar a realização de concurso público para preenchimento dos cargos efetivos.

O projeto contempla cargos de provimento efetivo (com ingresso por meio de concurso público), cargos de provimentos em comissão (de livre nomeação e exoneração) e de execução funcional e profissional de todos os níveis e qualquer natureza. 

A proposta do vereador Maurício Lemes (PSB), que tinha a intenção de criar o ‘Dia Municipal do Torcedor Flamenguista”, a ser comemorado em 28 de outubro, foi retirada da pauta. O projeto estava na pré-pauta aprovada pela manhã, mas foi excluído a pedido do parlamentar.

Polêmica

Antes do início da sessão, ao ser procurado pela reportagem do Jornal Midiamax, o parlamentar explicou que iria apresentar o projeto em atendimento a uma solicitação dos torcedores da torcida organizada do Flamengo em Dourados.

“Assim como vários segmentos da sociedade me procuram para que demos atenção às suas pautas, eu também enxergo da mesma forma esses torcedores. O dia escolhido pelos torcedores foi o dia 28, por se tratar do dia do padroeiro do time”, comentou o vereador, justificou o parlamentar do PSB, que admitindo que iria refletir sobre a proposta.

Ainda segundo Lemes, a torcida flamenguista de Dourados desenvolve várias ações sociais, como doação de sangue e ajuda social de um modo geral. Talvez, por conta da “questão futebol” ser algo muito latente, e que divide muito, o tema pode ser polêmico.

Jornal Midiamax