Aprovado por unanimidade, com 20 votos favoráveis nesta quarta-feira (1º), projeto de lei para ressuscitar antiga Lotesul, loteria estadual, segue para sanção do Governo de Mato Grosso do Sul.

O texto original sofreu quatro emendas e, por isso, precisa passar antes pela Redação Final. As emendas aprovadas junto ao projeto destinam o dinheiro que não for resgatado pelo sorteado à seguridade social, ao setor cultural e a investimentos na segurança pública.

Conforme a proposta, o governo quer regulamentar o serviço público de loteria, para incrementar as receitas públicas que virão a financiar a seguridade social e demais demandas sociais.

A (Secretaria de Estado de Fazenda) será responsável pela aplicação da loteria, sendo que a pasta irá conceder, credenciar, permitir e firmar parcerias com pessoas jurídicas de direito público ou privado, através de licitação.

Os recursos adquiridos com a loteria serão destinados à seguridade social e ao financiamento de programas de habitação, desporto, educação ou de desenvolvimento social. 

Ainda segundo o texto, fica o governo estadual autorizado a abrir, no exercício financeiro de 2021, créditos adicionais de R$ 146 mil para cumprimento da lei. O projeto de lei precisa passar pela análise da (Comissão de Constituição, Justiça e Redação).