Conforme o texto do PL, a proposta obriga empresas de centrais de atendimento telefônico “call centers”, aos “SAC” e congêneres a disponibilizarem método de atendimento de chamada de vídeo para pessoas surdas/mudas, contratando atendentes especializados em libras.

Além disso, a idéia é proporcional um canal específico ou um número de telefone exclusivo para o atendimento de pessoas acometidas de surdez.
Se caso aprovada e sancionada pelo Governo do Estado, a lei vai impor as empresas desse ramo a se adequarem a regra, penalizando quem não seguir o ponto considerados como multa e advertência.

“Como deputado estadual posso legislar sobre assuntos dessa natureza. Defendemos a importância de o poder público dedicar esforços para assegurar o acesso dos deficientes auditivos às centrais de telemarketing, garantindo o direito e o acesso de todos”, argumenta.

Saiba Mais