Política

Nelson Cintra dispensa licitação e paga R$ 282 ao dia por refeição ‘padrão’ em gabinete

O município de Porto Murtinho, localizado a 440 km de Campo Grande, publicou na última segunda-feira (8) dispensa de licitação para a contratação da empresa Silvestre dos Santos Turismo LTDA, para fornecimento de refeições do tipo prato a lá carte, em quantidades estimadas e exigências estabelecidas as necessidades do gabinete do prefeito, durante 60 dias. […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 12/03/2021, às 12h29 - Atualizado às 13h34

O prefeito de Porto Murtinho, o tucano Nelson Cintra | Foto: Arquivo | Reprodução
O prefeito de Porto Murtinho, o tucano Nelson Cintra | Foto: Arquivo | Reprodução - O prefeito de Porto Murtinho, o tucano Nelson Cintra | Foto: Arquivo | Reprodução

O município de Porto Murtinho, localizado a 440 km de Campo Grande, publicou na última segunda-feira (8) dispensa de licitação para a contratação da empresa Silvestre dos Santos Turismo LTDA, para fornecimento de refeições do tipo prato a lá carte, em quantidades estimadas e exigências estabelecidas as necessidades do gabinete do prefeito, durante 60 dias.

O contrato tem valor de R$ 16.960,00 e reflete despesas para atendimento de refeições com composição mínima de um tipo de carne por prato, acompanhado de agua mineral 500 ml ou refrigerante 290 ml. O valor resulta em R$ 282,66 por dia de contrato. Não há detalhamento sobre o total de refeições que serão fornecidas e nem a justificativa da contratação da empresa.

Silvestre dos Santos Turismo LTDA é a razão social do restaurante Tembi’u He, especializado em gastronomia regional, sobretudo peixes, e que fica localizado na Avenida Rio Branco, 104, no centro de Porto Murtinho. A empresa tem como sócio-administrador Orlando Felipe Silvestre dos Santos, filho do ex-prefeito de Porto Murtinho, Heitor Miranda dos Santos (PT), e sobrinho do ex-governador Zeca do PT.

Procurado pelo Jornal Midiamax, o prefeito de Porto Murtinho, Nelson Cintra (PSDB) afirmou, por telefone, que o contrato se refere aos 60 dias de gestão, iniciados em 2021, e que se justifica na necessidade de fornecer alimentação em visitas oficiais.

“Acontece que lá nos recebemos muita gente. Lá é fim de linha, estamos a 200 km de outra cidade. A pessoa que vai lá, você tem que atender com uma refeição. Então fornecemos a refeição a esses visitantes. O governador esteve lá agora, teve um evento grande. E eu não vou deixar o governador pagar conta”, detalhou Cintra.

O direcionamento do contrato para o restaurante Tembi’u He, segundo Cintra, também atende à categoria do estabelecimento, que seria adequado para fornecer alimentação a autoridades. “E o valor do contrato é referente ao limite para dispensa de licitação, que é de R$ 17 mil. Mas, essa dispensa é só até fazermos a licitação para um contrato com maior duração, para todos os restaurantes”, concluiu o prefeito.

Jornal Midiamax