Política

Marquinhos Trad faz um minuto de silêncio pelos 1.077 mortos por Covid-19

Em seu discurso de posse, o prefeito reeleito Marquinhos Trad (PSD) fez um minuto de silêncio pelos 1.077 mortos em Campo Grande pela Covid-19, nesta sexta-feira (01) na Câmara Municipal. Sobre a vacinação, Marquinhos disse: “Eu vou estar na fila porque eu quero e vou me vacinar, quando chegar meu grupo de risco”, afirmou. Mais […]

Diego Alves Publicado em 01/01/2021, às 20h01 - Atualizado às 20h04

Marquinhos Trad em sua posse | Foto: Marcos Ermínio | Midiamax
Marquinhos Trad em sua posse | Foto: Marcos Ermínio | Midiamax - Marquinhos Trad em sua posse | Foto: Marcos Ermínio | Midiamax

Em seu discurso de posse, o prefeito reeleito Marquinhos Trad (PSD) fez um minuto de silêncio pelos 1.077 mortos em Campo Grande pela Covid-19, nesta sexta-feira (01) na Câmara Municipal.

Sobre a vacinação, Marquinhos disse: “Eu vou estar na fila porque eu quero e vou me vacinar, quando chegar meu grupo de risco”, afirmou. Mais cedo ele tinha falado que a gestão está mais forte, aí tem matéria no ar.

Marquinhos que está no segundo mandato da Prefeitura de Campo Grande. Assim, o prefeito foi eleito com 218.418 votos, ou seja, 52,58% do total, segundo apuração das Eleições 2020. Junto com ele, foi reeleita a vice-prefeita, Adriane Lopes (Patriota).

Na corrida contra o coronavírus desde março de 2020, Marquinhos ressaltou que o trabalho de medidas contra a doença continua em Campo Grande. Para ele, um dos maiores objetivos da gestão é conseguir a imunização contra a Covid-19 para os campo-grandenses.

“Acredito que vamos discutir bastante a questão do Covid. Estamos com protocolo de intenção no Instituto Butantan, e quanto ao nível nacional possui uma indefinição”, comentou. Além disto, o prefeito considera a demora da aprovação da Coronavac prejudicial para a população. “Em alguns países a Coronavac já está autorizada, porém no Brasil ainda não”, lamentou.

Jornal Midiamax