Política

Espero que fatos apontados na CPI se restrinjam às evidências, diz Nelsinho sobre relatório

O parlamentar diz que o documento não pode ter viés político com fins de prejudicar alguém às vésperas da eleição

Mayara Bueno Publicado em 18/10/2021, às 12h41 - Atualizado às 12h52

Senador Nelsinho Trad, do PSD de MS.
Senador Nelsinho Trad, do PSD de MS. - (Foto: Divulgação, Senado)

"Espero que os fatos a serem apontados se restrinjam às evidências de irregularidades e impropriedades", disse o senador Nelsinho Trad (PSD-MS), a respeito do relatório final da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid, no Senado, que deve ser lido na quarta-feira (20). Segundo ele, "não é pertinente um relatório com viés político, com intenção de prejudicar em ano de véspera de eleições quem quer que seja".

A CPI durou seis meses e foram ouvidos ntegrantes do governo federal, alguns de seus apoiadores, empresários, ex-ministros da Saúde, deputados, médicos e cientistas. O objetivo da CPI é apontar responsabilidades do governo federal e de empresas que atuaram no combate à pandemia, em eventuais omissões que provocaram mortes.

Também de MS, a senadora Simone Tebet (MDB) participou ativamente das apurações. Na manhã desta segunda-feira (18), ressaltou que o documento será 'duro, firme e conclusivo, mas imparcial'. Reuniões entre hoje e terça-feira (19) deverão ser feitas para ajustes de pontos ainda divergentes entre os membros do colegiado. 

A votação do relatório, elaborado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), está marcada para a terça-feira da próxima semana, dia 26. 

Jornal Midiamax