Política

CPI da Covid em Dourados analisa “calhamaço” de 5 mil folhas e deve pedir novos documentos

Presidente da CPI disse que oitivas devem acontecer após levantamento inicial dos documentos recebidos sobre a gestão passada

Marcos Morandi Publicado em 23/04/2021, às 11h29

Vereadores podem pedir novos documentos sobre a gestão passada
Vereadores podem pedir novos documentos sobre a gestão passada - Leandro Silva

O presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Câmara Municipal de Dourados, Fábio Luiz (Republicanos), que investiga eventuais irregularidades no uso de recursos destinados ao combate à pandemia do coronavírus durante a gestão passada não descarta a solicitação de novos documentos à administração municipal.

Em conversa com o Midiamax, o vereador explicou a comissão processante já está analisando as mais de cinco mil folhas de documentos disponibilizadas pela Secretaria de Governo e Gestão Estratégica. “Já recebemos alguns documentos e faremos também novas solicitações com base na análise desses materiais”, explicou o republicano.

O presidente da CPI da Covid não quis adiantar detalhes sobre os documentos já recebidos, mas ressaltou que a comissão tem prazo de 60 dias, podendo ser prorrogável, caso seja necessário.

Segundo ele, a comissão tem uma reunião ordinária por semana, com a presença dos demais vereadores, podendo se reunir extraordinariamente em qualquer. “A análise começou terça, após o recebimento dos documentos”, disse o parlamentar ressaltando que as oitivas serão na terceira-fase, após as análises iniciais dos documentos.

Jornal Midiamax