Política

Convite já está feito à ministra, diz presidente estadual do PP em MS

Tereza Cristina pode se filiar ao Progressista, caso Bolsonaro vá para o partido

Renata Volpe Publicado em 24/09/2021, às 15h16

Ministra Tereza Cristina ao lado do deputado Evander Vendramini
Ministra Tereza Cristina ao lado do deputado Evander Vendramini - Divulgação

O Partido Progressista de Mato Grosso do Sul convidou para filiação a ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM), para disputar as eleições de 2022 ao cargo no Senado Federal.

De acordo com o presidente regional do partido, o deputado estadual Evander Vendramini, a ministra tem conversado com a direção nacional. “Ela tem conversado bastante com a direção nacional e existe essa possibilidade [de filiação]”.

Segundo o deputado, a troca de legenda pode acontecer devido à possível fusão entre o DEM e o PSL e a criação do partido Democracia Liberal. “O convite está feito, seria uma honra tê-la como filiada. Uma ministra de expressão mundial. As portas estão abertas, já disse isso para ela”.

Ainda conforme Vendramini, existe grande possibilidade dela se filiar ao PP. A troca de partido só é possível em abril do próximo ano. “Mas o compromisso tem que ser em outubro, novembro para a legenda poder se organizar”.

Por fim, o deputado disse que como não tem mais coligação entre os partidos, é preciso fortalecer com as filiações, chapa estadual, federal e Senado. No último dia 4, a ministra disse aoJornal Midiamax que a saída do DEM vai depender de articulações relacionadas ao apoio do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).

Cotada como um dos nomes do DEM na disputa a cargos federais e até ao Governo do Estado no próximo ano, Tereza disse na época que permanece no debate antecipado, mas que ainda não se decidiu sobre 2022. 

A especulação da filiação de Bolsonaro no PP cresceu após o presidente convidar Ciro Nogueira para assumir a Casa Civil. Em contrapartida, Nogueira convidou o presidente para filiação ao Progressista.

Jornal Midiamax