Política

Com avanço da pandemia, Câmara fará reunião para definir volta das sessões virtuais

Após restringir acesso de visitantes e até funcionários a sistema de rodízio, a Câmara Municipal de Campo Grande pode voltar a realizar sessões de modo remoto. O aviso foi dado pelo presidente da Casa, vereador Carlão (PSB), na sessão desta quinta-feira (11). “Nós temos que ver a questão da palavra livre, das moções, pra diminuir o […]

Danúbia Burema Publicado em 11/03/2021, às 11h44 - Atualizado às 12h10

(Reprodução)
(Reprodução) - (Reprodução)

Após restringir acesso de visitantes e até funcionários a sistema de rodízio, a Câmara Municipal de Campo Grande pode voltar a realizar sessões de modo remoto. O aviso foi dado pelo presidente da Casa, vereador Carlão (PSB), na sessão desta quinta-feira (11).

“Nós temos que ver a questão da palavra livre, das moções, pra diminuir o tempo de sessão, senão terá que voltar a ser remota”, afirmou o presidente.

De acordo com ele, a questão será debatida em reunião no início da próxima semana. “Vou convocar pra reunião segunda ou terça”, adiantou.

Carlão informou que a Câmara já fez sua parte diminuindo o número de administrativos e funcionários, que estão trabalhando de forma escalonada. Agora, o debate será voltado especificamente ao tempo de duração das sessões.

Redução no fluxo

No início desta semana, a Câmara divulgou medidas para reduzir o acesso ao público nas suas dependências. Também informou que retomaria lives semanais para orientar a população sobre a Covid-19.

Com as medidas, os atendimentos dos vereadores serão feitos de forma online, por agendamento com limite de visitantes por gabinete ou por meio de reuniões e ações externas. As ações foram resultado de reuniões da Comissão de Saúde com a prefeitura.

“Vamos dar uma reduzida na presença na quantidade de pessoas entrando todos os dias na Câmara, mantendo atendimento on-line e diminuindo o fluxo de gente na Casa. Vamos ainda fazer remanejamento da presença de servidores, dia sim, dia não na Câmara”, explicou Carlão.

Entre as medidas esteve a restrição do acesso a três visitantes por gabinete diariamente. Todos mediante agendamento prévio.

Jornal Midiamax