Política

Alan Guedes e Geraldo Resende definem prioridades e ações para entrega do Hospital da Mulher em Dourados

O prefeito de Dourados, Alan Guedes (PP), se reuniu na manhã desta sexta-feira (22) com o secretário de estado de Saúde, Geraldo Resende, para discutir a retomada de projetos na área. Os dois debateram a necessidade de reorganizar o atendimento até a entrega de unidades de saúde, o Hospital da Mulher e da Criança e […]

Adriel Mattos Publicado em 22/01/2021, às 11h34 - Atualizado em 23/01/2021, às 08h57

Foto: Henrique Arakaki, Midiamax
Foto: Henrique Arakaki, Midiamax - Foto: Henrique Arakaki, Midiamax

O prefeito de Dourados, Alan Guedes (PP), se reuniu na manhã desta sexta-feira (22) com o secretário de estado de Saúde, Geraldo Resende, para discutir a retomada de projetos na área. Os dois debateram a necessidade de reorganizar o atendimento até a entrega de unidades de saúde, o Hospital da Mulher e da Criança e o CER (Centro Especializado em Reabilitação). 

“Vamos caminhar em conjunto pela saúde. Não podemos trazer problemas políticos para o setor”, frisou o prefeito de Dourados. Geraldo citou vários projetos e ações que não foram concretizados e definiu com o prefeito as medidas para retomá-los em trabalho conjunto entre a prefeitura, governos estadual e federal. 

Nos próximos meses, deve ser entregue o Hospital da Mulher e da Criança. “Vai preencher uma lacuna de assistência neonatal e vai ampliar o atendimento à mulher”, frisou o secretário.

Outro projeto que deve ser retomado é o do CER. A obra foi concluída há dois anos e agora o projeto está em fase de aparelhamento da unidade.  

Resende destacou a necessidade de melhorar o atendimento, citando que a cidade encabeça uma macrorregião com 33 municípios. O Hospital Regional de Dourados deve ajudar a aliviar a demanda. Há projetos com emendas de meu mandato que vamos retomar, destacou o secretário.

“Nos permitirá organizar os atendimentos de média e alta complexidade. Temos a previsão de entregar o hospital no fim deste ano, colocando em operação no início de 2022”, explicou o secretário.

Alan Guedes e Geraldo Resende definem prioridades e ações para entrega do Hospital da Mulher em Dourados
Foto: Henrique Arakaki, Midiamax

Leitos

Guedes disse ainda que está tentando viabilizar uma parceria entre o Poder Público e a rede privada de saúde para ampliar a oferta de leitos na macrorregião.

O prefeito explicou que pretende procurar hospitais particulares, que disponibilizariam o espaço físico. Os conjuntos de equipamentos seriam ofertados pelo Estado e a prefeitura direcionaria mão-de-obra para atender os pacientes. “Dourados atravessa um momento epidemiologicamente difícil”, frisou o chefe do Executivo douradense.

Já há conversas adiantadas com o Hospital Evangélico Dr. e Sra. Goldsby King para aumentar a quantidade de vagas de internação. Guedes e Resende destacaram ainda que a abertura de leitos em Naviraí e Ponta Porã ajudou a desafogar a demanda em Dourados.

Na quinta-feira (21), a cidade atingiu 92% de ocupação de leitos em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva). Para evitar um colapso, o prefeito endureceu medidas de restrição.

“Fechamos alguns tipos de comércios, dando a opção do delivery e do pegue e leve. Temos tomado as restrições que o governo recomenda”, ressaltou, em referência ao Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia).

Vacinação

O progressista destacou que 200 profissionais de saúde foram vacinados contra a Covid-19. Dourados recebeu 29.788 doses da CoronaVac, a vacina desenvolvida em parceria do Instituto Butantan de São Paulo e a farmacêutica chinesa Sinovac.

Pelo menos 30 idosos de uma ILPI (instituição de longa permanência para idosos) e 28 trabalhadores do local também foram vacinados. Porém, indígenas resistem em aderir à campanha.

Conforme o prefeito, esse público já tem dificuldades em aceitar vacinas de qualquer tipo. “Temos uma dificuldade na logística. Não podemos mandar todas as doses de uma vez. Também temos uma certa resistência para vacinar, mas estamos conversando com as lideranças”, explicou.

Na próxima semana, a prefeitura vai lançar uma página especial no Portal da Transparência para atualizar o número de imunizados contra a doença causada pelo novo coronavírus. A página terá o nome, o grupo de risco e o número da dose.

Rombo na Funsaud

Outro ponto discutido entre o prefeito e o secretário estadual de Saúde é o rombo de mais de R$ 60 milhões na Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados), consequência de má gestão da fundação nas gestões anteriores.

Atualmente, equipe de Guedes trabalha na análise de todas as planilhas da Funsaud para levantar o valor final da dívida. Um novo encontro entre o prefeito e Resende deve acontecer assim que os valores forem apurados. O secretário estadual se comprometeu em auxiliar a prefeitura na busca de alternativas  para o reequilíbrio econômico do Fundo.

Jornal Midiamax