Política

PSD busca apoio de pelo menos quatro partidos nas eleições, diz Chiquinho Telles

O PSD, partido do prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad, tem conversado com outras quatro legendas e uma aliança está se desenhando para consolidar o apoio a reeleição de Trad, em 2020.  De acordo com o vereador Chiquinho Telles (PSD) e líder do prefeito na Câmara Municipal, Antônio Lacerda e o senador Nelsinho Trad, presidentes […]

Renata Volpe Publicado em 06/02/2020, às 13h02 - Atualizado às 13h04

Líder do prefeito, vereador Chiquinho Telles (Marcos Ermínio, Jornal Midiamax, Arquivo).
Líder do prefeito, vereador Chiquinho Telles (Marcos Ermínio, Jornal Midiamax, Arquivo). - Líder do prefeito, vereador Chiquinho Telles (Marcos Ermínio, Jornal Midiamax, Arquivo).

O PSD, partido do prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad, tem conversado com outras quatro legendas e uma aliança está se desenhando para consolidar o apoio a reeleição de Trad, em 2020. 

De acordo com o vereador Chiquinho Telles (PSD) e líder do prefeito na Câmara Municipal, Antônio Lacerda e o senador Nelsinho Trad, presidentes municipal e estadual da sigla respectivamente, estão empenhados para conseguir aliança partidária. “O DEM está muito próximo (do PSD), o Patriota com a vice-prefeita, Adriane Lopes também”.

Em outra oportunidade, o presidente do Patriota, deputado estadual Lídio Lopes, revelou que ainda não conversou com as lideranças do PSD para definir se Adriane disputa a reeleição como vice de Marquinhos.

Telles relembrou da promessa de aliança do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) fez nas eleições de 2018. “Do PSDB esperamos uma gratidão de 100%. Como já disse antes, se não fosse o PSD, o governador de Mato Grosso do Sul seria outro e não o Reinaldo”, destacou.

O vereador afirmou ainda que a gratidão de Reinaldo a sigla de Marquinhos Trad sabe que tem. “Mas o restante”, questionou se referindo aos outros filiados tucanos. 

Por fim, o político lista que conversas sobre aliança e apoio ao prefeito, estão avançadas também com o PSB. “Temos pelo menos quatro partidos, PSDB, DEM, Patriota e PSB há conversas fortes. Lacerda e Nelsinho precisam conseguir mais tempo de propaganda eleitoral na TV”.

Jornal Midiamax