Política

Mais dois servidores de MS são afastados dos cargos para disputa eleitoral

Mais dois servidores do Governo do Estado foram afastados dos cargos para disputarem as eleições municipais deste ano. Os afastamentos têm data retroativa de 14 de agosto, mas foram publicados nesta terça-feira (1º) no Diário Oficial do Estado. A Agente de Atividades Educacionais Domênica Nobre de Jesus, ocupa a função de Agente de Inspeção de […]

Renata Volpe Publicado em 01/09/2020, às 08h52 - Atualizado às 11h59

Mais dois servidores foram afastados dos cargos. (Divulgação)
Mais dois servidores foram afastados dos cargos. (Divulgação) - Mais dois servidores foram afastados dos cargos. (Divulgação)

Mais dois servidores do Governo do Estado foram afastados dos cargos para disputarem as eleições municipais deste ano. Os afastamentos têm data retroativa de 14 de agosto, mas foram publicados nesta terça-feira (1º) no Diário Oficial do Estado.

A Agente de Atividades Educacionais Domênica Nobre de Jesus, ocupa a função de Agente de Inspeção de Alunos, lotada na Secretaria de Estado de Educação. Ela foi afastada do cargo, sem deixar de receber o salário mensal. 

O investigador Rogério Yuri Farias Kintschev, lotado na Sejusp também foi descompatibilizado do cargo com vista à candidatura às eleições municipais, sem prejuízo de seus vencimentos.

As duas decisões são assinadas pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB). A data retroativa é o limite de descompatibilização dado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para concursados poderem disputar as eleições. 

Assim, há 7 dias, o governo descompatibilizou mais cinco servidores, sendo um auditor fiscal e investigadores da Polícia Civil.

Jornal Midiamax