Política

Mais cinco servidores do governo são afastados dos cargos para disputa eleitoral

Mais cinco servidores do Governo do Estado foram afastados dos cargos nesta terça-feira (25) para disputarem as eleições municipais deste ano. As publicações estão no Diário Oficial do Estado. Os afastamentos têm data retroativa. Dentre eles, está o auditor fiscal Fabrício Venturoli Lunardi, pertencente ao quadro da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda).  A publicação […]

Renata Volpe Publicado em 25/08/2020, às 12h13 - Atualizado às 13h45

Imagem ilustrativa | Divulgação | TSE
Imagem ilustrativa | Divulgação | TSE - Imagem ilustrativa | Divulgação | TSE

Mais cinco servidores do Governo do Estado foram afastados dos cargos nesta terça-feira (25) para disputarem as eleições municipais deste ano. As publicações estão no Diário Oficial do Estado. Os afastamentos têm data retroativa.

Dentre eles, está o auditor fiscal Fabrício Venturoli Lunardi, pertencente ao quadro da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda). 

A publicação é para efeito de desincompatibilização com vista à candidatura às eleições municipais, sem prejuízo de seus vencimentos. 

Além de Fabrício, quatro investigadores foram afastados também para disputa eleitoral. São eles: Alessandro Montalvão da Silva, Donizete José dos Santos, Ederson Marcio Ramos e Katiany Jacinto de Oliveira.

Para estes servidores, o afastamento sem prejuízo nos salários, tem data retroativa de 14 de agosto, devido ao prazo dado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Os afastamentos são assinados pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Jornal Midiamax