Política

Juiz homologa coligação e abre caminho para único candidato à prefeitura de Alcinópolis

Dalmy Crisóstomo, do DEM, pode ser eleito apenas com o próprio voto

Adriel Mattos Publicado em 06/10/2020, às 11h49 - Atualizado em 13/10/2020, às 17h55

Dos 5 partidos da coligação de Dalmy, 2 não disputarão a Câmara. (Foto: O Correio News/Reprodução)
Dos 5 partidos da coligação de Dalmy, 2 não disputarão a Câmara. (Foto: O Correio News/Reprodução) - Dos 5 partidos da coligação de Dalmy, 2 não disputarão a Câmara. (Foto: O Correio News/Reprodução)

O juiz Francisco Soliman, da 38ª Zona Eleitoral de Costa Rica e região, deferiu o registro da coligação “Unidos por Alcinópolis” (DEM / PSDB / MDB / PSD / PDT). A sentença foi publicada no Mural Eletrônico do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul).

Conforme a publicação, a aliança do candidato à reeleição Dalmy Crisóstomo (DEM) apresentou toda a documentação exigida e o MPE (Ministério Público Eleitoral) se manifestou a favor do deferimento. 

Esse é o primeiro passo para que se confirme o único postulante à prefeitura nesta eleição. O magistrado ainda deve analisar o registro individual do democrata.

Com 5,4 mil habitantes, Alcinópolis conta com 3.502 eleitores, conforme dados do TRE-MS. Nenhum outro candidato se apresentou durante o período de convenções

O primeiro turno das eleições acontecerá em 15 de novembro. Sem adversários, Dalmy pode ser eleito com apenas o próprio voto.

*(Texto alterado às 17h53 de 13 de outubro para correção de informação)

Jornal Midiamax