Política

Hasteamento de bandeiras e canto do hinos se torna obrigatório nas escolas de Campo Grande

A partir desta segunda-feira (05), o hasteamento das bandeiras do Brasil e de Campo Grande é obrigatório em escolas municipais e privadas da cidade. Os alunos também deverão cantar o Hino Nacional e da Capital sul-mato-grossense. A Lei 6.439 foi publicada no Diogrande (Diário de Campo Grande), nesta segunda-feira (05). Segundo o texto, o hasteamento […]

Dândara Genelhú Publicado em 05/05/2020, às 14h04 - Atualizado em 19/07/2020, às 19h50

 (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação) - (Foto: Divulgação)

A partir desta segunda-feira (05), o hasteamento das bandeiras do Brasil e de Campo Grande é obrigatório em escolas municipais e privadas da cidade. Os alunos também deverão cantar o Hino Nacional e da Capital sul-mato-grossense.

A Lei 6.439 foi publicada no Diogrande (Diário de Campo Grande), nesta segunda-feira (05). Segundo o texto, o hasteamento das bandeiras e a entoação dos hinos deverá acontecer uma vez na semana, antes da primeira aula.

O processo deverá ser repetido em todos os períodos, matutino, vespertino e noturno. Além dos alunos, todo o corpo docente e da instituição de ensino deve participar da cerimônia.

O Projeto de Lei havia sido vetado pela prefeitura de Campo Grande, porém os vereadores derrubaram o veto durante votação em sessão, no dia 23 de abril de 2020. A publicação da Lei nº 6.439 no Diogrande foi assinada pelo presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, João Rocha (PSDB).

Jornal Midiamax