Política

Em nota de pesar, PSDB diz que morte de Onevan de Matos deixa ‘ninho tucano triste’

O PSDB, partido de Onevan de Matos, se pronunciou sobre a morte do deputado estadual e candidato à prefeito de Naviraí através de nota de pesar. Além de lamentar o falecimento, a nota afirma que a partida deixou “o ninho tucano triste”. Além disso, fez uma breve retrospectiva da trajetória de Onevan na política sul-mato-grossense, […]

Danielle Errobidarte Publicado em 13/11/2020, às 16h31 - Atualizado às 20h16

Ele deixou esposa e três filhos. (Foto: Reprodução/ Facebook)
Ele deixou esposa e três filhos. (Foto: Reprodução/ Facebook) - Ele deixou esposa e três filhos. (Foto: Reprodução/ Facebook)

O PSDB, partido de Onevan de Matos, se pronunciou sobre a morte do deputado estadual e candidato à prefeito de Naviraí através de nota de pesar. Além de lamentar o falecimento, a nota afirma que a partida deixou “o ninho tucano triste”.

Além disso, fez uma breve retrospectiva da trajetória de Onevan na política sul-mato-grossense, lembrando que ela iniciou em 1978. Além da figura política, o partido destacou características pessoais do deputado, afirmando que ele “era um exemplo de gestor”.

A nota prestou solidariedade à família de Onevan, incluindo a esposa Leila Matos e os três filhos, sendo dois do antigo casamento com Odete Matos, de quem era viúvo, e diz que não apenas os familiares ficaram “órfãos”, mas todo o “ninho tucano, amigos e admiradores”.

Confira a nota na íntegra, assinada pelo presidente estadual do partido, Sérgio de Paula:

“O PSDB de Mato Grosso do Sul lamenta profundamente a perda do deputado estadual e candidato a prefeito de Naviraí, Onevan de Matos.

Com uma história que se iniciou em 1978, na política sul-mato-grossense, ao ser eleito como deputado estadual, Onevan, antes de ser político, era nosso amigo, parceiro, exemplo de pessoa, ser humano, caráter e de gestor.

Onevan não deixa apenas sua família órfã, ele deixa amigos, admiradores e um ninho tucano triste por sua partida.

Seu legado sempre será lembrado por todos nós”.

Jornal Midiamax