Política

‘Eleita no time e trabalha contra’, destaca Evander sobre exoneração de indicado por Soraya

Nesta segunda-feira (24), um indicado pela senadora Soraya Thronicke (PSL) foi exonerado do cargo, após a parlamentar votar a favor da derrubada de um veto presidencial. Assim, o deputado Evander Vendramini (PP) lembrou que a senadora foi eleita no time de Jair Bolsonaro (sem partido). Então, destacou que Soraya jogou contra o time, com o […]

Dândara Genelhú Publicado em 24/08/2020, às 15h15 - Atualizado em 25/08/2020, às 08h25

Deputado estadual Evander Vendramini (Foto: Luciana Nassar, ALMS)
Deputado estadual Evander Vendramini (Foto: Luciana Nassar, ALMS) - Deputado estadual Evander Vendramini (Foto: Luciana Nassar, ALMS)

Nesta segunda-feira (24), um indicado pela senadora Soraya Thronicke (PSL) foi exonerado do cargo, após a parlamentar votar a favor da derrubada de um veto presidencial. Assim, o deputado Evander Vendramini (PP) lembrou que a senadora foi eleita no time de Jair Bolsonaro (sem partido). Então, destacou que Soraya jogou contra o time, com o posicionamento a favor da derrubada do veto.

A exoneração em questão é a de José Magalhães Filho – o Magalhães do Megafone – que ocupava o cargo de Coordenador Regional da Funai (Fundação Nacional do Índio) em Campo Grande. Magalhães havia retornado ao cargo em 17 de agosto, após ter sido afastado por mais de três meses por decisão judicial. Entretanto, cinco dias após a senadora votar pela derrubada do veto presidencial ao reajuste salarial de funcionários públicos, Magalhães perdeu o cargo novamente.

Ao Jornal Midiamax, Evander reforçou que Soraya foi eleita pelo movimento que apoia Bolsonaro e que o posicionamento de 19 de agosto foi contra presidente. Além disto, afirmou que se “fosse o presidente, também não nomearia ou não deixaria nomeados de quem não me apoia”. Entretanto, finalizou dizendo que não sabe se foi isto que realmente aconteceu ou se a exoneração de Magalhães foi por questões técnicas.

Jornal Midiamax