Política

Direção do PSL destitui executiva e pede impugnação de convenção que escolheu Trutis como candidato

Presidente regional do PSL, a senadora Soraya Thronicke protocolou ao TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) pedido de impugnação da convenção municipal realizada neste domingo (13) em Campo Grande. A convenção escolheu o deputado federal Loester Trutis como candidato do PSL à prefeitura da Capital. A senadora informou que após o resultado […]

Aliny Mary Dias Publicado em 14/09/2020, às 13h13 - Atualizado às 18h00

Soraya foi até o TRE-MS nesta segunda (Foto: Leonardo de França, Midiamax)
Soraya foi até o TRE-MS nesta segunda (Foto: Leonardo de França, Midiamax) - Soraya foi até o TRE-MS nesta segunda (Foto: Leonardo de França, Midiamax)

Presidente regional do PSL, a senadora Soraya Thronicke protocolou ao TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) pedido de impugnação da convenção municipal realizada neste domingo (13) em Campo Grande. A convenção escolheu o deputado federal Loester Trutis como candidato do PSL à prefeitura da Capital.

A senadora informou que após o resultado da convenção, a executiva municipal do partido, que até então é presidido por Trutis, foi desfeita pela liderança estadual. Todo o impasse envolvendo a escolha do PSL para a disputa se deu porque o deputado decidiu de última hora se lançar a prefeito, contrariando toda negociação dos últimos meses que apontava o vereador Vinicius Siqueira como candidato.

Ao justificar o pedido de impugnação, Soraya afirmou que o partido analisou tecnicamente o nome de Vinícius Siqueira após decisão interna, mas Trutis descupriu o combinado. “Aos 45 do segundo tempo Trutis se lançou como candidato a prefeitura de Campo Grande. Como presidente estadual do PSL eu tenho responsabilidade e obrigação. Eu desfiz a executiva municipal na sexta-feira”, informou Soraya.

A impugnação será analisada pelo TRE-MS e não há prazo para que a resposta seja publicada. Independente do resultado da impugnação, a direção do PSL já convocou uma nova convenção municipal para a próxima quarta-feira.

Impasse

Após o anúncio, ao menos três candidatos que foram confirmados na convenção desistiram de disputar por causa da decisão do deputado federal em colocar o próprio nome na chapa.

Nesta segunda-feira (14), Vinícius Siqueira disse que várias pessoas retiraram e ainda haverá mais desistências. “Vários candidatos não aprovam o que ele [Trutis] fez”. Quanto à eventual saída do PSL, o parlamentar afirmou que “ainda é cedo” para dizer. O parlamentar disse que vai à Justiça para tentar impugnar a convenção.

Jornal Midiamax