Política

Conversas até sexta-feira podem fazer Renato Câmara desistir de candidatura a prefeito de Dourados

O deputado estadual Renato Câmara (MDB) pode desistir da candidatura a prefeito de Dourados até a próxima sexta-feira (4).  Internamente há boatos de que o parlamentar conversou com o PSDB e desistiu da candidatura para apoiar o também deputado estadual Barbosinha (DEM).  Câmara é presidente municipal do MDB em Dourados e o diretório tem autonomia […]

Renata Volpe Publicado em 02/09/2020, às 12h44 - Atualizado às 12h45

Renato Câmara pode desistir de candidatura para apoiar Barbosinha (DEM). (Renata Volpe , Jornal Midiamax)
Renato Câmara pode desistir de candidatura para apoiar Barbosinha (DEM). (Renata Volpe , Jornal Midiamax) - Renato Câmara pode desistir de candidatura para apoiar Barbosinha (DEM). (Renata Volpe , Jornal Midiamax)

O deputado estadual Renato Câmara (MDB) pode desistir da candidatura a prefeito de Dourados até a próxima sexta-feira (4). 

Internamente há boatos de que o parlamentar conversou com o PSDB e desistiu da candidatura para apoiar o também deputado estadual Barbosinha (DEM). 

Câmara é presidente municipal do MDB em Dourados e o diretório tem autonomia para definir as candidaturas próprias ou apoio a outra legenda. A reportagem do Jornal Midiamax tentou falar com o parlamentar diversas vezes, mas as ligações não foram atendidas até o fechamento deste texto.

A reportagem falou com um dos membros do diretório do MDB, Ulisses Rocha. Ele afirmou que o partido ainda não tem definição sobre candidatura. “O Renato esteve conosco ontem e não se decidiu sobre Dourados ainda”.

Rocha disse ainda que até sexta-feira haverá uma definição. “Os partidos estão se resolvendo sozinhos, ainda não foi tomado uma decisão e o diretório municipal tem autonomia sobre decisões de candidaturas”.

Sobre a conversa de Câmara com o PSDB, Ulisses disse não saber. “Barbosinha e Renato são colegas de plenário por isso pode ter essas alegações de apoio”, desconversou.

A reportagem também tentou conversar com o presidente estadual do PSDB, Sérgio de Paula, mas ele não atendeu as ligações até o fechamento deste texto. 

Jornal Midiamax