Política

Após ir a evento de Bolsonaro, Contar deixa presidência do PSL de Campo Grande

Cotado a candidato a prefeito de Campo Grande pelo PSL, o deputado estadual Renan Contar deixou a presidência do diretório municipal do partido. Quem confirmou a informação foi a assessoria de comunicação nesta quarta-feira (5). Já o parlamentar respondeu apenas que questões internas sobre o PSL serão divulgadas “em breve”. O comando da legenda era […]

Mayara Bueno Publicado em 05/02/2020, às 12h42 - Atualizado às 18h46

Deputado estadual Renan Contar | Foto: Leonardo de França | Midiamax
Deputado estadual Renan Contar | Foto: Leonardo de França | Midiamax - Deputado estadual Renan Contar | Foto: Leonardo de França | Midiamax

Cotado a candidato a prefeito de Campo Grande pelo PSL, o deputado estadual Renan Contar deixou a presidência do diretório municipal do partido. Quem confirmou a informação foi a assessoria de comunicação nesta quarta-feira (5).

Já o parlamentar respondeu apenas que questões internas sobre o PSL serão divulgadas “em breve”. O comando da legenda era de seis meses, mas o parlamentar poderia permanecer no comando por mais um período.

Contudo, em reunião no fim do ano, o deputado federal Loester Trutis teria assumido – ele não respondeu mensagem e as chamadas deram sinal direto para caixa, nas tentativas de contato da reportagem.

Outra informação envolvendo membros do PSL refere-se à pedido de suspensão de Contar por ele ter participado de evento do Aliança pelo Brasil, partido anunciado por Jair Bolsonaro e que está em fase de criação.

Nesta quarta-feira, o parlamentar não comentou o suposto pedido, mas afirmou que estava em Brasília quando a reunião da nova sigla ocorreu e foi ao local após convite do próprio presidente. “Eu apoio o Bolsonaro e faço questão que o partido dê certo. Apoiar ele não é infidelidade partidária”.

O Jornal Midiamax também procurou a senadora Soraya, mas o telefone deu sinal de desligado.

Jornal Midiamax