Política

Após votar, Barbosinha diz que Dourados precisa de mais saúde e empregos

Candidato em Dourados, distante 225 quilômetros de Campo Grande, Barbosinha (DEM) disse neste domingo (15) após votar que a cidade precisa de mais saúde e empregos. O candidato destacou que fez uma campanha propositiva, sem aglomerações, e que acredita ter sido capaz de levar a mensagem dele para os eleitores. Questionado sobre o que fará […]

Evelin Cáceres Publicado em 15/11/2020, às 11h49

Barbosinha votou em Dourados neste domingo (Marcos Morandi)
Barbosinha votou em Dourados neste domingo (Marcos Morandi) - Barbosinha votou em Dourados neste domingo (Marcos Morandi)

Candidato em Dourados, distante 225 quilômetros de Campo Grande, Barbosinha (DEM) disse neste domingo (15) após votar que a cidade precisa de mais saúde e empregos.

O candidato destacou que fez uma campanha propositiva, sem aglomerações, e que acredita ter sido capaz de levar a mensagem dele para os eleitores. Questionado sobre o que fará primeiro se eleito, Barbosinha disse que Dourados precisa de limpeza nas ruas e de um mutirão de exames de saúde.

DATAmax

A segunda pesquisa DATAmax realizada na cidade de Dourados, distante 225 quilômetros de Campo Grande, segundo maior colégio eleitoral do Estado,  aponta o deputado estadual Barbosinha (DEM)  com 27% das intenções de votos,  enquanto o segundo colocado, vereador Alan Guedes (PP), registra 20% da preferência dos eleitores. Em relação ao primeiro levantamento, a diferença entre Barbosinha e Alan Guedes caiu 4 pontos percentuais, de 11 para 7 pontos.

Completam a lista dos candidatos Racib Harb (Republicanos) com 6%, João Carlos (PT) com 5%, Mauro Thronicke (PSL) com 4%, Wilson Matos (PTB) com 4% e Jeferson Bezerra (PMN) com 1%.

Responderam não optar por nenhum dos candidatos 12% dos entrevistados;  branco e nulo somam 4% e 17% declararam não saber ou não responderam. O elevado índice de indecisos pode ser decisivo na definição da eleição, tendo em vista que a diferença entre Barbosinha e Alan Gudes é de 7 pontos.

A pesquisa, no critério estimulada, quando nomes dos candidatos são apresentados ao entrevistado, ouviu 780 pessoas eleitores entre os dias 7 e 9 de novembro. Com margem de erro de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, a pesquisa tem nível de confiança de 95%.

O levantamento está registrado no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) sob o número MS05346/2020.

Jornal Midiamax