Política

A 45 horas das eleições, Harfouche ainda não recorreu contra impugnação da candidatura

Faltando menos de 45 horas para o primeiro turno das eleições municipais de 2020, o candidato à prefeitura de Campo Grande, Sérgio Harfouche (Avante), ainda não recorreu da decisão do Pleno do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul). Ontem, quinta-feira (12), a corte concluiu o julgamento de seu primeiro recurso contra a […]

Adriel Mattos Publicado em 13/11/2020, às 10h17 - Atualizado às 15h49

Sergio Harfouche teve candidatura impugnada no TRE-MS (Foto: Minamar Júnior, Midiamax)
Sergio Harfouche teve candidatura impugnada no TRE-MS (Foto: Minamar Júnior, Midiamax) - Sergio Harfouche teve candidatura impugnada no TRE-MS (Foto: Minamar Júnior, Midiamax)

Faltando menos de 45 horas para o primeiro turno das eleições municipais de 2020, o candidato à prefeitura de Campo Grande, Sérgio Harfouche (Avante), ainda não recorreu da decisão do Pleno do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul).

Ontem, quinta-feira (12), a corte concluiu o julgamento de seu primeiro recurso contra a impugnação, mas rejeitou acolhê-lo por 5 votos a 1. Ainda ontem, durante entrevista coletiva à imprensa, ele garantiu que iria recorrer.

O candidato do Avante reclamou da decisão e acusou o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul. Segundo ele, houve “julgamento político e sem fundamentos”. O procurador que está licenciado mas continua recebendo do MPMS disse ainda que não vai se curvar à sentença dos magistrados do TRE-MS.

O julgamento do recurso de Sérgio Harfouche durou dois dias, uma vez que a juíza Monique Marchiori Leite pediu vistas na quarta-feira (11). Assim, ela foi a única a votar favorável à manutenção da candidatura do procurador licenciado.

O registro de candidatura do concorrente pelo Avante havia sido impugnado em primeira instância, após pedidos de Esacheu Nascimento (PP) e da coligação de Marquinhos Trad (PSD).

O principal argumento para a decisão se sustenta na Emenda Constitucional 45/2004, que impede membros do Ministério Público de disputar eleições e ocupar cargos na administração pública.

Jornal Midiamax