Política

Sem reunião há 8 meses, G9 marca reunião, mas cancela encontro por ausência de deputados

Depois de oito meses após a posse dos parlamentares, o segundo maior grupo da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), o G9, tinha uma reunião marcada para a tarde desta terça-feira (3), mas foi cancelada e não deve mais acontecer, pelo menos este ano, devido a ausência de alguns deputados em Campo Grande.  […]

Renata Volpe Publicado em 03/09/2019, às 13h02 - Atualizado em 15/07/2020, às 04h20

Os deputados Renato Câmara e Márcio Fernandes, ambos do MDB. (Luciana Nassar, ALMS)
Os deputados Renato Câmara e Márcio Fernandes, ambos do MDB. (Luciana Nassar, ALMS) - Os deputados Renato Câmara e Márcio Fernandes, ambos do MDB. (Luciana Nassar, ALMS)

Depois de oito meses após a posse dos parlamentares, o segundo maior grupo da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), o G9, tinha uma reunião marcada para a tarde desta terça-feira (3), mas foi cancelada e não deve mais acontecer, pelo menos este ano, devido a ausência de alguns deputados em Campo Grande. 

O G9 foi criado neste ano, para a disputa das comissões da Casa de Leis. Após a decisão, o grupo liderado por Márcio Fernandes (MDB), não se reuniu mais. 

Além de Fernandes, o grupo é composto por Cabo Almi (PT), Eduardo Rocha e Renato Câmara (MDB), Lídio Lopes (PATRI), Zé Teixeira e Barbosinha (DEM), Pedro Kemp (PT) e Jamilson Name (PDT).

Segundo Fernandes, a reunião foi marcada para debater sobre votações. “Deixar o bloco mais unido, mas o grupo foi criado para definir as comissões e depois, não nos reunimos mais”. 

O deputado afirmou que Kemp não estará presente pois vai viajar e Barbosinha não está na cidade. “Por isso, decidimos não nos reunir mais e acabamos conversando pessoalmente. Não vai ter mais reunião”. 

Além do G9, também foi criado o G10, que reúne o deputado Herculano Borges (SD) e demais novatos da Casa, que são os deputados João Henrique (PL), Gerson Claro e Evander Vendramini (PP), Lucas de Lima (SD), Capitão Contar e Coronel David (PSL), Antônio Vaz (Republicano), Neno Razuk (PTB) e Londres Machado (PSD). 

Jornal Midiamax