Política

Rede Sustentabilidade já tem 20 pré-candidatos a vereador em Campo Grande

Com 50 novos filiados, sendo 20 pré-candidatos a vereador em Campo Grande, o partido Rede Sustentabilidade quer fortalecer a chapa proporcional. A legenda ainda não definiu se deve lançar candidato a prefeito na Capital, ou se vai apoiar algum outro político. Em reunião realizada na manhã deste sábado (5) no Plenarinho da Câmara de Vereadores, […]

Renata Volpe Publicado em 05/10/2019, às 11h45 - Atualizado em 07/10/2019, às 10h19

50 novos filiados participaram de reunião na manhã deste sábado (5), na Câmara Municopal. (Leonardo de França, Midiamax)
50 novos filiados participaram de reunião na manhã deste sábado (5), na Câmara Municopal. (Leonardo de França, Midiamax) - 50 novos filiados participaram de reunião na manhã deste sábado (5), na Câmara Municopal. (Leonardo de França, Midiamax)

Com 50 novos filiados, sendo 20 pré-candidatos a vereador em Campo Grande, o partido Rede Sustentabilidade quer fortalecer a chapa proporcional. A legenda ainda não definiu se deve lançar candidato a prefeito na Capital, ou se vai apoiar algum outro político.

Em reunião realizada na manhã deste sábado (5) no Plenarinho da Câmara de Vereadores, o porta-voz municipal de Campo Grande, Alexandre Souto, explicou que o foco do partido é a vereança. “Não sabemos se vamos compor na majoritária com algum outro partido ou se vamos lançar candidato próprio. Por enquanto, estamos trabalhando para manter a vaga de vereador e eleger pelo menos mais dois”.

Rede Sustentabilidade já tem 20 pré-candidatos a vereador em Campo Grande
Alexandre Souto, porta-voz municipal da Rede. (Leonardo de França, Midiamax)

A decisão deve ser tomada até abril do próximo ano, de acordo com Souto. “Eduardo Romero [atual vereador filiado ao Rede] é um bom nome, é essencial no partido e pode compor como vice candidato a prefeito também”.

Romero anunciou estar trabalhando na sua candidatura a reeleição, mas também não descarta uma possibilidade de concorrer à prefeitura. “Meu projeto é o partido, mas ainda não temos definição de candidatura para o Executivo municipal”.

A porta-voz estadual da Rede, Tatiana Ujacow, afirmou que alguns partidos têm procurado a legenda para discutir sobre alianças. “Vai ser uma decisão coletiva. Se fizermos coligação, vai ser para o partido ser visto e ouvido, onde nossas ideias sejam compartilhadas”. 

Em novembro, a Rede vai realizar a convenção estadual para reunir filiados de todo o Estado. O dia ainda não está confirmado. “Estou em conversa com a Marina [Silva] para ela poder comparecer, com o senador Randolfo Rodrigues, pois a Rede já está com a visão voltada ao cenário nacional”.

Com relação a 2022, Tatiana afirma estar à disposição para talvez, disputar uma vaga na Câmara dos Deputados. “As cadeiras de deputados federais fazem a diferença em qualquer partido, por causa do fundo partidário e do tempo de televisão, mas isso ainda vai ser bastante debatido na Rede”.

Jornal Midiamax