Política

Lava Jato teve motivações políticas, diz Vander sobre conversas de Moro

A Operação Lava Jato teve motivações políticas, para tirar o ex-presidente Lula (PT) da disputa pela presidência da República, em 2018. Essa é avaliação do deputado federal petista, Vander Loubet, após divulgadas conversas entre o então juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça, e o procurador do MPF (Ministério Público Federal), Deltan Dallagnol.  Trechos de […]

Renata Volpe Publicado em 10/06/2019, às 09h53 - Atualizado às 13h17

Deputado federal Vander Loubet (PT). (Câmara dos Deputados)
Deputado federal Vander Loubet (PT). (Câmara dos Deputados) - Deputado federal Vander Loubet (PT). (Câmara dos Deputados)

A Operação Lava Jato teve motivações políticas, para tirar o ex-presidente Lula (PT) da disputa pela presidência da República, em 2018. Essa é avaliação do deputado federal petista, Vander Loubet, após divulgadas conversas entre o então juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça, e o procurador do MPF (Ministério Público Federal), Deltan Dallagnol. 

Trechos de mensagens atribuídas a procuradores da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, extraídas do aplicativo Telegram, foram divulgadas na noite de domingo (9).

De acordo com o site “Intercept”, o então juiz orientou ações e cobrou novas operações dos procuradores, sendo que em um dos diálogos, Moro pergunta a Dallagnol: “Não é muito tempo sem operação?” O chefe da força-tarefa concorda: “É, sim”, segundo o site.

Na avaliação de Vander Loubet, a operação Lava Jato teve motivação política. “É muito grave, gravíssimo. Esse fato só comprova aquilo que nós, do PT, sempre defendemos: que a Operação Lava Jato teve motivações políticas, principalmente a de tirar o Lula da eleição de 2018, porque a verdade é que o Lula ia ganhar aquela eleição para presidente”.

O deputado defende que seja feita uma investigação sobre as denúncias. “Essas denúncias constituem crime, não podemos permitir esse tipo de atitude dentro do Judiciário, que precisa sempre primar pela isenção e imparcialidade”, afirmou.

Por fim, o petista avalia que a Operação Lava Jato é importante para o país. “Mas é necessário apurar, punir e corrigir as perseguições e exageros, para que a Operação cumpra corretamente o seu papel, dentro da legalidade”.

Jornal Midiamax