Política

MDB conversa com outros partidos, mas pode ter Renato Câmara como candidato em Dourados

O MDB realizou nesta sexta-feira (27) a convenção em Dourados que irá reeleger Renato Câmara para a presidência do Diretório Municipal. O atual deputado estadual preferiu ainda não confirmar se será pré-candidato pelo partido, mas diz que vem recebendo pedidos para ser o “diferente” nas eleições de 2020. “Eu me posicionei nas eleições passadas como […]

Renato Giansante Publicado em 27/09/2019, às 17h38 - Atualizado às 17h41

Renato Giansante, Midiamax
Renato Giansante, Midiamax - Renato Giansante, Midiamax

O MDB realizou nesta sexta-feira (27) a convenção em Dourados que irá reeleger Renato Câmara para a presidência do Diretório Municipal. O atual deputado estadual preferiu ainda não confirmar se será pré-candidato pelo partido, mas diz que vem recebendo pedidos para ser o “diferente” nas eleições de 2020.

“Eu me posicionei nas eleições passadas como candidato à prefeito e diante desse posicionamento as pessoas me colocam como a possibilidade de renovação do quadro político em Dourados, porém esse lançamento de qualquer pré-candidatura passa por outras etapas como a discussão com o novo diretório, a classe política e com a população”, disse o deputado.

De acordo com Câmara, o partido vem mantendo um diálogo com outras lideranças que podem ser aliados ou concorrentes na prefeitura de Dourados. Ainda durante o dia são esperados os deputados Barbosinha (DEM) e Marçal Filho (PSDB) no ato que irá confirmar o novo diretório do MDB no maior munícipio do interior de Mato Grosso do Sul.

“O diálogo é fundamental na construção política e estamos fazendo essas discussões com vários partidos. Precisamos saber qual o cenário para o ano que vem. Ainda está muito nebuloso, mas quando for clareando, afunilando os nomes, nós vamos poder articular e discutir melhor quais as melhores alternativas para Dourados”, completou.

Além da eleição do diretório, o MDB realiza novas filiações e espera somar mais 100 nomes visando também a eleição para vereadores.

Jornal Midiamax