Política

Quem mais trabalha pelo PSDB, diz deputado sobre De Paula no diretório

Deputado estadual pelo PSDB, Marçal Filho disse nesta quarta-feira (17) acreditar que o Secretário Especial de Articulação Política Sérgio De Paula é o mais indicado a assumir a presidência do diretório regional do partido. Após não chegarem a um consenso, os deputados federais Beto Pereira e Rose Modesto foram descartados pelo diretório como os possíveis […]

Evelin Cáceres Publicado em 17/04/2019, às 10h24 - Atualizado às 12h46

Marçal Filho, deputado do PSDB. (Foto: Luciana Nassar/ALMS)
Marçal Filho, deputado do PSDB. (Foto: Luciana Nassar/ALMS) - Marçal Filho, deputado do PSDB. (Foto: Luciana Nassar/ALMS)

Deputado estadual pelo PSDB, Marçal Filho disse nesta quarta-feira (17) acreditar que o Secretário Especial de Articulação Política Sérgio De Paula é o mais indicado a assumir a presidência do diretório regional do partido.

Após não chegarem a um consenso, os deputados federais Beto Pereira e Rose Modesto foram descartados pelo diretório como os possíveis nomes a assumir a presidência e teriam chegado ao entendimento de que o secretário seria a melhor opção.

O governador Reinaldo Azambuja deve se reunir com ambos na próxima segunda-feira (22) para definir, segundo revelou em agenda nesta terça (16). “Pode ser uma terceira pessoa. Vou esperar essa conversa porque é importante buscar entendimento”, disse.

Ainda segundo Reinaldo, ele não será uma opção para presidir a legenda, diferente do que Sergio de Paula revelou recentemente. “Até porque eu não tenho pretensão de ser o presidente do partido”.

Após se negar a assumir o partido, De Paula seria o mais cotado no ninho para o cargo. “É o homem que mais trabalha pelo PSDB, corre o Estado ajustando e organizando o partido. Conhece e fala com todos os presidentes municipais, filiados e simpatizantes. Seria um ótimo nome”, confirmou o deputado Marçal Filho.

“Quem tem mandato não tem esse tempo de organizar e conversar pelo interior. Quem faz a mão-de-obra operária mesmo no PSDB sempre foi o Sérgio”, disse.

Jornal Midiamax