Política

Comitiva com secretários, ministra e militares vai ao Paraguai com Reinaldo

A viagem marcada para Assunção, no Paraguai, do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) terá um comitiva com vários secretários e autoridades sul-mato-grossenses. O Estado será comandado nos dias 8 e 9 de julho, pelo presidente do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Paschoal Carmello Leandro, pois até o presidente da ALMS (Assembleia Legislativa), […]

Renata Volpe Publicado em 05/07/2019, às 09h01 - Atualizado às 12h50

Ministra Tereza Cristina deve acompanhar reunião com Azambuja, em Assunção. (Foto: Divulgação/ Ministério da Agricultura)
Ministra Tereza Cristina deve acompanhar reunião com Azambuja, em Assunção. (Foto: Divulgação/ Ministério da Agricultura) - Ministra Tereza Cristina deve acompanhar reunião com Azambuja, em Assunção. (Foto: Divulgação/ Ministério da Agricultura)

A viagem marcada para Assunção, no Paraguai, do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) terá um comitiva com vários secretários e autoridades sul-mato-grossenses. O Estado será comandado nos dias 8 e 9 de julho, pelo presidente do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Paschoal Carmello Leandro, pois até o presidente da ALMS (Assembleia Legislativa), Paulo Corrêa, está confirmado para ida ao país vizinho.

O vice-governador Murilo Zauith (DEM) também embarcará na viagem, assim como os secretários de Meio Ambiente, Jaime Verruck, de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, de Segurança Pública, Antônio Carlos Videira.

A ministra da Agricultura Tereza Cristina (DEM) também está confirmada para a reunião com o presidente paraguaio, Mario Abdo Benitez e com ministros do Paraguai.

Foi publicado no DOE (Diário Oficial do Estado) desta sexta-feira (5), autorização de viagem ao país vizinhos, as seguintes autoridades: Coronel Paulo Marques Vaz, Ajudante de Ordens do Governador; Coronel QOPM Nelson Antônio da Silva, Chefe da Casa Militar; Ten Coronel PM Adalberto Ortale Júnior, comandante da aeronave e o Tenente Cel PM Nilton Tadeu Ferreira, copiloto.

A pauta a ser tratada no Paraguai é  discutir as relações de integração econômica e institucional entre Mato Grosso do Sul e o Paraguai. Um dos assuntos a ser tratado é sobre a elaboração de cronograma e acordos para construção da ponte e do porto na divisa de Porto Murtinho e Carmelo Peralta, no Paraguai.

Depois do anúncio da viagem, a imprensa paraguaia passou a publicar reportagens de que Azambuja falou sobre o fechamento da fronteira de MS com a Bolívia e Paraguai. 

Jornal Midiamax