Política

Após anunciar renúncia, Bernal diz que fica no comando de diretório

Depois de anunciar que iria se afastar do comando do PP em Mato Grosso do Sul e que poderia antecipar as eleições da legenda, Alcides Bernal voltou atrás e informou que cumprirá até o final o mandato. Segundo informado por ele ao Jornal Midiamax, a mudança ocorreu em virtude da burocracia que seria necessária para renunciar antes […]

Danúbia Burema Publicado em 04/07/2019, às 16h27 - Atualizado em 05/07/2019, às 13h47

Anúncio da saída antecipada chegou a ser publicado por Bernal em suas redes sociais. Foto. Arquivo.
Anúncio da saída antecipada chegou a ser publicado por Bernal em suas redes sociais. Foto. Arquivo. - Anúncio da saída antecipada chegou a ser publicado por Bernal em suas redes sociais. Foto. Arquivo.

Depois de anunciar que iria se afastar do comando do PP em Mato Grosso do Sul e que poderia antecipar as eleições da legenda, Alcides Bernal voltou atrás e informou que cumprirá até o final o mandato. Segundo informado por ele ao Jornal Midiamax, a mudança ocorreu em virtude da burocracia que seria necessária para renunciar antes do prazo previsto.

O anúncio da saída havia sido inclusive publicado no perfil de Bernal nas redes sociais. “O mandato no diretório vai só até o dia 11 de agosto, então eu posso antecipar as eleições ou me licenciar agora e deixar para Evander [Vendramini]”. Segundo ele, a decisão de não renunciar foi tomada após conversa com os vereadores e com o próprio deputado Evander. “Achamos melhor em razão do tempo que falta e da burocracia que seria antecipar as eleições ou licenciar”, explicou.

Conforme o presidente, a intenção das lideranças é seguir a opção que seja menos burocrática. “Assim que terminar a gente analisa quem será o presidente regional”, afirmou, sem adiantar se colocará o nome novamente para escolha dos filiados.

2020

Independente disso, informou, irá cuidar pessoalmente da organização do partido inclusive em Campo Grande, onde garante que a legenda terá candidatura própria. Ainda na Capital, Bernal garantiu que está tudo pacificado e em conversa com os três vereadores da legenda, todos informaram não ter interesse em deixar o PP.

Sobre as eleições municipais, o dirigente informou que os deputados estaduais Evander Vendramini e Gerson Claro (PP) cuidarão dos municípios onde exercem influência e, nos demais, a organização para o pleito será feita por ele próprio.

Jornal Midiamax