Política

Teletrabalho: vereadores aprovam projeto para servidores trabalharem em casa

Trabalho à distância depende agora da sanção do prefeito

Aliny Mary Dias Publicado em 08/05/2018, às 14h04 - Atualizado às 15h28

None

Projeto criado pelo vereador João César Mattogrosso (PSDB) para que alguns servidores municipais sequer saiam de casa para trabalhar foi aprovado pelos vereadores de Campo Grande durante sessão deste terça-feira (8). Para ser colocado em prática, o teletrabalho depende de sanção do prefeito Marquinhos Trad (PSD).

A aprovação do projeto ocorreu em segunda votação, ou seja, segue para a análise do prefeito. Criador da ideia, Mattogrosso afirmou, por meio da assessoria, que o trabalho à distância trará avanços para a administração pública.

“Com esta nova modalidade o objetivo é promover o aumento da produtividade dos trabalhadores e da qualidade do trabalho. Um dos principais benefícios aos servidores e empregados públicos será a melhora da qualidade de vida, com a redução de tempo e gastos decorrentes do deslocamento diário”, diz.

Para o vereador, entre os benefícios do teletrabalho estão mais conforto para o servidor com aumento na qualidade de vida, menos carros e mais espaço no transporte coletivo e redução de custos para o município com menos uso de espaço físicos nas repartições.

Conforme o texto do projeto, os servidores teriam prazo de 12 meses para atuar na modalidade à distância, podendo o tempo ser prorrogado. O teletrabalho só seria possível com autorização das secretarias e autarquias da prefeitura. Os servidores teriam de cumprir metas e teriam o desempenho analisado.

Jornal Midiamax