Política

Partido de Bolsonaro proíbe alianças nos estados com legendas de esquerda

Diretório que contrariar determinação do PSL terá convenção anulada

Richelieu Pereira Publicado em 17/07/2018, às 13h39 - Atualizado em 18/07/2018, às 11h37

 (Foto: Agência Brasil)
(Foto: Agência Brasil) - (Foto: Agência Brasil)
Partido de Bolsonaro proíbe alianças nos estados com legendas de esquerda
Deputado federal Jair Bolsonaro, pré-candidato à Presidência. (Foto: Agência Brasil)

O Partido Social Liberal, liderado pelo pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro, vetou para a disputa das eleições deste ano a coligação com qualquer legenda considerada de esquerda. A decisão foi divulgada através de comunicado assinado pelo presidente em exercício da comissão executiva nacional.

A regra vale tanto para a disputa majoritária (senadores e governo), quanto para proporcionais (deputados estaduais e federais). Estão rejeitadas alianças com o PDT, PT, PCdoB, PSTU, PCB, PCO, PSOL, Rede e PSDB.

Caso as convenções estaduais contrariem esta decisão, poderão ser anuladas pela executiva nacional, que também deve autorizar qualquer coligação formada.

A reportagem tentou entrar em contato com representantes da diretoria de Mato Grosso do Sul, mas não obteve retorno.

Aqui no Estado, o deputado federal Jair Bolsonaro tem a preferência de 27% do eleitorado de Campo Grande, liderando a última pesquisa do Instituto DATAmax, publicada em abril deste ano.

Confira abaixo o comunicado:

Partido de Bolsonaro proíbe alianças nos estados com legendas de esquerda
(Foto: Divulgação/PSL)
Jornal Midiamax