Política

VÍDEO: audiência de Lula começa com bate-boca sobre celulares em audiência

Sobre a presença de celulares na sala da Justiça

Diego Alves Publicado em 10/05/2017, às 22h38

None
lula.jpg

Sobre a presença de celulares na sala da Justiça

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, réu na Operação Lava Jato, ficou frente à frente com o juiz federal Sérgio Moro nesta quarta-feira (10). Em depoimento, que durou cerca de 5 horas, Lula se defendeu das acusações do Ministério Público Federal (MPF) que o apontam como recebedor de vantagens pagas pela empreiteira OAS envolvendo um apartamento triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo, em troca de favores e contratos com a Petrobras.

A audiência começou com um bate-boca entre a defesa e o juiz sobre a presença de celulares na sala da Justiça Federal. “A decisão fala de gravação. O celular não é apenas um aparelho que faz ligação, ou que grava simplesmente, mas um microcomputador que permite a comunicabilidade dos advogados”, declarou a defesa do ex-presidente. Os advogados solicitaram que os procuradores também não utilizassem computadores na sala.

Essa é a primeira vez que Lula é interrogado como réu no processo. Ele é acusado de ser beneficiário de um triplex no Edifício Solaris, na praia Guarujá, no litoral paulista, construído pela pela cooperativa habitacional do sindicato dos bancários (Bancoop), que foi comprado e reformado pela empreiteira OAS. Segundo a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), Lula seria o verdadeiro dono do imóvel e o teria recebido como vantagem indevida em troca de favores. O ex-presidente Lula foi indiciado por corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

Outros réus são os ex-executivos da OAS Agenor Franklin Magalhães Medeiros, Fabio Hori Yonamine, José Aldemário Pinheiro Filho e Paulo Roberto Valente Gordilho; o advogado Roberto Moreira Ferreira; e o presidente do Instituto Lula, Paulo Tarciso Okamotto. A ex-primeira-dama Marisa Letícia também estava entre os réus, mas morreu no dia 3 de fevereiro. Vídeo.

Jornal Midiamax