Siufi critica fechamento de farmácias populares e questiona formação de ministro

Titular da pasta é engenheiro
| 26/04/2017
- 19:10
Siufi critica fechamento de farmácias populares e questiona formação de ministro

Titular da pasta é engenheiro

O deputado estadual (PMDB) ocupou tribuna durante sessão desta quarta-feira (26) para tecer críticas ao plano de fechamento das farmácias populares, decisão do ministro da Saúde em exercício, Agenor Álvares da Silva. Aproveitou para avaliar que o atual titular da pasta não tem preparo, tendo em vista que é engenheiro e não médico.

“O ministro é engenheiro. Não tem lógica um engenheiro ser ministro da saúde que não sabe o prejuízo que está trazendo à população (fechando as farmácias)”, opinou o peemedebista que teve apoio dos deputados da bancada petista, Cabo Almi e João Grandão.

Zé Teixeira (DEM), porém, pediu aparte para descordar de Siufi. “Qualquer pessoa, independente da formação, tem como ser ministro. Nunca fui do Executivo, mas não vejo problema em um engenheiro ser ministro da saúde porque tem que mexer com finanças, com orçamento e não com projetos”, avaliou.

O democrata finalizou alegando que se fosse prefeito não colocaria um médico no comando da secretaria de Saúde. “Porque vocês são muito corporativistas”. No início da semana o Ministério do Planejamento publicou série de portarias no Diário Oficial modificando o orçamento em vários programas, entre eles o Farmácia Popular, que perdeu R$ 315 milhões dos R$ 2,7 bilhões previstos para 2017.

Veja também

Concursos homologados três meses antes das eleições podem ter nomeações

Últimas notícias