Política

Senado pode por reforma trabalhista em regime de urgência nesta terça

Requerimento será apresentado pelo presidente da Casa

Joaquim Padilha Publicado em 04/07/2017, às 11h45

None

Requerimento será apresentado pelo presidente da Casa

Um requerimento para que a votação da reforma trabalhista ocorra em urgência no Senado Federal deve ser apresentado nesta terça-feira (4) pelo presidente da casa, Eunício Oliveira (PMDB). Se aprovado o requerimento, o projeto irá ganhar prioridade, e pode ser apreciado na segunda sessão deliberativa após a aprovação do pedido.

Caso aprovado, o projeto deve ser votado na próxima terça-fiera (11), diz Eunício. O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB), afirma que é possível ainda que a matéria seja apreciada na quinta-feira (6), por meio de um acordo entre os líderes das bancadas.

“O governo quer discutir e votar a reforma trabalhista, mas o presidente Eunício vai conduzir esse entendimento. Desde que haja um compromisso de forma, e não de conteúdo, nós vamos buscar um acordo que facilite a votação”, disse Jucá à IstoÉ.Senado pode por reforma trabalhista em regime de urgência nesta terça

Jucá afirmou ainda que “não há nenhuma intenção de passar um trator em cima da oposição”, e completou que “no plenário, vamos discutir, o que não fizemos na comissão justamente para não atrasar as discussões”.

Caso a proposta seja aprovada, o presidente Michel Temer (PMDB) se comprometeu a editar alguns pontos do projeto, por meio de medidas provisórias, a fim de aguardar parlamentares contrários à reforma trabalhista.

Jornal Midiamax