Para economizar aluguel governo quer parceria com municípios

A prometida pelo governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) já começou a ser colocada em prática, é o que revelou nesta segunda-feira (6) o titular da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), Marcio Monteiro (PSDB). Para economizar, a gestão vai unir estruturas de órgãos e autarquias nos mesmo prédios.

De acordo com o secretário intenção, além da economia com alugueis, é ‘otimizar a vida do contribuinte', e para isso a Sefaz vai unificar em um mesmo local as estruturas municipais de Agenfas (Agências Fazendárias), e dos escritórios da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) e Agraer (gência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural).

“Hoje vários municípios já estão com atendimento otimizado. Miranda foi o pioneiro na união dos órgãos, que estão localizados no prédio antigo do Fórum. Lá atendem a Sefaz, Iagro, Agraer e Vale Renda. Em Corumbá foi acomodado no mesmo local o Imasul, Agenfa, PGE, pessoal da fiscalização e ainda há espaço para outros órgãos. Já em Jardim, temos Agraer e Agenfa”, revelou, por meio de sua assessoria, Marcio Monteiro.

O secretário afirmou que desde que a administração Azambuja iniciou os trabalhos, em janeiro de 2015, um diagnóstico foi realizado em todos as estruturas governamentais, e iniciou-se o projeto de consolidar um Fácil – Central de Atendimento ao Cidadão nos municípios do interior.

Monteiro revela criação de 'Fácil' no interior, Foto, Chico Ribeiro, Subsecom“O mapeamento dos prédios públicos feito pela Sefaz nos mostrou a possibilidade de aproveitar espaços que poderiam ser adequados. Dessa maneira o governo pode oferecer mais facilidade e agilidade aos contribuintes, com o acesso a vários serviços em um único lugar”, alegou o tucano.

Outra possibilidade suscitada pelo secretário é a divisão de espaços não apenas com entes estaduais, mas também com secretarias e autarquias dos próprios municípios que desejarem firmar parcerias com o governo estadual.