Política

Possibilidade de afastamento ‘não tira meu sono’, diz Reinaldo

Caso está sendo analisado pelo STJ

Aliny Mary Dias Publicado em 17/08/2017, às 18h24

None

Caso está sendo analisado pelo STJ

A possibilidade de ser afastado do cargo de governador caso denúncia seja aceita pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) não tem preocupado Reinaldo Azambuja (PSDB). Pelo menos isso é o que diz o governador, que afirma que não perder “um segundo de sono”.

Durante agenda pública na tarde desta quinta-feira (17), o governador voltou a afirmar que “a verdade vai prevalecer sobre a mentira”. Reinaldo foi questionado sobre estar se preparando para possível afastamento do comando do Estado.

“O que existe ali é ilação de pessoas. Nem indiciamento existe. Algumas pessoas estão dizendo que já vou ser afastado. Esse pessoal primeiro precisa conhecer o processo para depois se manifestar sobre isso. Não perco nenhum segundo de sono com isso”, completou.

Denúncia

As denúncias da existência de um suposto esquema de cobrança de propina contra empresários sul-mato-grossenses, em troca de benefícios fiscais, por parte de agentes públicos, foram remetidas ao STJ porque foram encontrados indícios de envolvimento de agentes públicos com prerrogativa de foro. O caso está sob responsabilidade do ministro Félix Fischer.

Possibilidade de afastamento 'não tira meu sono', diz Reinaldo

No caso do Gaeco, a solicitação surgiu depois que a Policia Civil passou investigar suposta sonegação fiscal por parte de empresários, e os alvos da operação denunciaram a cobrança de propinas por parte de agentes públicos da gestão do PSDB, que teria o próprio governador como um dos beneficiários dos ilícitos.

Jornal Midiamax