Presidente da Câmara registrou boletim de ocorrência

O mandato de 2017 dos vereadores de Guia Lopes da Laguna – distante 234 km da Capital – mal começou, mas os ânimos na cidade estão exaltados. Após a disputa política dentro da Câmara, que culminou com intervenção judical sob as eleições para a mesa direta, o motivo da briga entre os políticos é uma faixa. Isso mesmo, uma faixa. O presidente do PTB na cidade, e o presidente da Casa Legislativa, quiseram homenagear Guia Lopes pelos 79 anos que a cidade comemora de fundação, no domingo (19). O Presidente alegou que a faixa do outro era ‘ilegal’, e a substitiu por outra da Câmara dos Vereadores. Toda a confusão acabou com boletim de ocorrência e promessa de processo judicial.

Presidente do PTB, Cláudio Lopes foi candidato às eleições, e pendurou uma faixa na principal Avenida da cidade, a Visconde de Taunay. “Presidente do PTB Municipal Cláudio Marques parabeniza Guia Lopes da Laguna pelos seus 79 Anos”, dizia a faixa. Então, alegando que o poder legislativo já estava autorizado a pendurar a faixa, a mensagem foi substituída por uma encabeçada pelo Presidente da Casa, Ademir Souza Almeida (DEM). Equipes da Prefeitura foram até a Avenida e retiraram a mensagem do presidente do PTB.

“O mais interessante é que a camionete da secretaria de obras que tirou a faixa,  assim que abordei os funcionários da prefeitura eles me disseram que a ordem foi dada não pelo secretário de obras, mas sim pelo vereador”, afirmou Cláudio. Ele gravou um vídeo sobre o caso:

 

 

 

 

 

 

Tira faixa, coloca faixa, rasga faixa

A faixa colocada pelo poder legislativo afirmava o seguinte: “Presidente do Poder Legislativo Vereador Ademir Bíu e demais vereadores parabenizam toda a comunidade lagunense pelos 79 anos de criação”. A mensagem não ficou muito tempo ali. O presidente da Casa Legislativa acusou Cláudio de ter rasgado a nova faixa. Ademir, que foi reconduzido ao cargo recentemente, registrou boletim de ocorrência e afirma que irá processar o colega do PTB.

“Tem um vereador bem famoso pelas confusões aqui na cidade e ele colocou uma faixa sem autorização na via pública e é um local onde já tinha sido autorizado a gente colocar uma nossa do Poder Legislativo e a Prefeitura é autorizada a colocar outra faixa”. Ademir apresentou um requerimento da Câmara, encaminhado para o gabinete da Prefeitura, em que a Casa pedia autorização para expor a mensagem. 

Sobre a faixa estampar o nome do presidente da Casa, no entanto, ele respondeu, que “está do presidente da Casa e demais vereadores, significa a Câmara representada”.

Confusão na Câmara

A solenidade de posse do executivo e legislativo na Câmara Municipal de Guia Lopes da Laguna -234 km de Campo Grande -, já iniciou as atividades legislativas de 2017 com confusão. Ademir foi acusado de ter ‘fraudado’ – direta ou indiretamente – a votação para Chefe da Casa de parlamentares.

Um decisão judicial, acompanhou o entendimento, e interpretou que o pleito vencido por Ademir transgrediu uma norma municipal. No entendimento da magistrada, a disputa pela presidência da Câmara deveria seguir o rito da Lei Orgânica Municipal. No caso, a eleição do presidente do legislativo municipal deveria ter sido conduzida pelo vereador mais antigo de idade, o que não aconteceu. (Texto alterado às 13h17 para correção de informações).