Política

Organização do povo é o que traz mudança, dizem manifestantes no ‘Diretas Já’

'Pior analfabeto, é o analfabeto político'

Diego Alves Publicado em 25/06/2017, às 20h33

None

‘Pior analfabeto, é o analfabeto político’

Começou às 15 horas deste domingo (25), em frente a Explanada Ferroviária, o evento que pede a saída do presidente Michel Temer (PMDB) e eleições diretas, conhecida como “Diretas Já”. Organização do povo é o que traz mudança, dizem manifestantes no 'Diretas Já'

Com sentimento de esperança mesmo com o atual cenário político e sem que o ceticismo tome conta, o evento começou com um discurso dizendo que o “pior analfabeto, é o analfabeto político”.

Eleições diretas são realizadas, de acordo com a Constituição, em um período de  90 dias após a vacância dos cargos de presidente e vice-presidente da República.

O manifesto é organizado por artistas, produtores culturais e ativistas e é inspirado na campanha por eleições diretas que reuniu multidões em São Paulo e Rio de Janeiro, na década de 1980.

“A população está desacreditada com a política. Por mais gente nova na política e as pessoas têm que acreditar nessas pessoas. Mas o que muda mesmo é a população, que está mais atenta”. diz a sindicalista Lucélia Soares.

“Temos que acabar principalmente com a ilusão de um herói nacional e acreditar que o esforço coletivo é o que faz a mudança”, argumenta a professora Fátima Rodrigues, de 32 anos.

Já o comerciante Wagner Rocamora, de 27 anos, ressalta a diferença entre direita e esquerda dentro do cenário político, principalmente em relação às atuais reformas. A situação quer aprovar projetos que interferem diretamente na vida dos cidadãos, e que a esquerda é contrária.

“Mas o que muda mesmo é a organização do povo, cada um de nós sabendo dos nossos direitos e fazendo isso de forma coletiva, como esta e as últimas manifestações por exemplo”.

Veja a programação:

15h 
Apresentadoras Romilda Pizzani e Fernanda Kunzler
Intervenção Poética “BRASIL” de Jorge Barros”
Imaginário Maracangalha – “O Canto da Cantuária”
Pietro Lara – “Do lugar da onde estou já fui embora”
Urgente Cia – “Caixa de Pandora e outras Histórias

16h
Pedro Espindola
Comando Pérola
Dagata (DDS)
“A Florista” com Ângela Montealvão

17h
Galvão
Maria Alice
Edir Valu 
Bugalu
Ana Cabral

18h
Grupo Tikay 
Carlos Colman
Gilson Espíndola
Antonio Porto
Video Sonic+ Algoritmo + Cocho Elétrico

19h
Grupo Acaba
José Carlos Junior “Ímo”
O Santo Chico
Tauanne Gazoso com Pirofagia
Marina Peralta

20h
Maíra Espíndola
Corpos Lancinantes
Grupo Bailah “Tango de Roxanne”
Ewerton Goulart – Teatral Grupo de Risco

21h
Curumex
General R3
Peixes Entrópicos

22h
Bárbara Albino “Tango do mal”
“AI5” por Princesa TSM
Macumbapragringo
Cardigans
Aline Calixto com Ato Poético

23h
Insana Corte
Engenheiro Edson
DJ João Menino
DJ Aruan Barcelos (Djretas)

16h- URGENTE CIA – Feira de artes e artesanato
16h- “Ateliê URGENTE CIA” – “OFICINA ARTE DE PROTESTO PARA CRIANÇAS/’ -Neska Brasil
17h30- “CINEMA Na BRAVA” – Coletivo Terra Vermelha: Exibição do Documentário “Kunomi”
18h- “Videomapping” – Natacha Figueiredo
18h- “CIRANDA” – Ciranda de roda com Grupo Casa

Jornal Midiamax