Prefeito está acompanhado do governador 

Prefeito de , Marquinhos Trad (PSD) disse comemorar neste sábado (26), aniversário de 118 anos da Capital, a ‘harmonia e estabilidade para a cidade'. “Senti no discurso dos legisladores que há quatro anos não há essa participação na comemoração. Havia protesto, revolta, manifestações e palanque vazio”, destacou.

Muitos políticos acompanham o desfile e destacam ‘parceria e união' nos seus discursos. Estão presentes o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que desde que assumiu o governo em 2015 não ia à festividade, o presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB), Pastor Jeremias (Avante), João César Matogrosso (PSDB), Papy (Solidariedade), Cida Amaral (Podemos) e os senadores Moka (PMDB) e Pedro Chaves (PSC).

A primeira dama da cidade e a vice-prefeita, Adriane Lopes também acompanham a solenidade.

Cassação e briga política

Após desentendimentos entre Executivo e Legislativo que culminaram na cassação do prefeito Alcides Bernal (PP), seu retorno à Prefeitura por meio de decisão judicial fez com que o palanque do aniversário da Capital em 2016 ficasse vazio.

Somente os seus apoiadores na Câmara, a então vereadora Luiza Ribeiro (PPS) e o vereador Cazuza (PP) foram ao evento.

Além deles, poucos secretários como Ivandro Fonseca, Disney Fernandes, Leila Machado e Ritva Vieira estiveram ao lado do prefeito. A então primeira dama também não compareceu.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) enviou a secretária de Educação Maria Cecília Amêndola Mota para representá-lo. O tucano não tinha por hábito acompanhar os desfiles cívicos da cidade, ao contrário do ex-governador André Puccinelli (PMDB), que marcava presença nos palanques do seu sucessor, o então prefeito Nelsinho Trad.

As cadeiras que estavam reservadas para deputados federais, senadores e presidente da Câmara ficaram vazias e, em seguida, foram ocupadas pelos secretários municipais.