Política

Juiz extingue ação de pedia cassação de Délia e coligação de Geraldo pretende recorrer

Délia venceu Geraldo Resende com diferença de 3.103 votos.

Midiamax Publicado em 22/06/2017, às 13h06

None

Délia venceu Geraldo Resende com diferença de 3.103 votos.

A justiça eleitoral de Dourados extinguiu a ação que pedia a cassação da prefeita Délia Razuk (PR) e a coligação “Compromisso com a Verdade” que teve o deputado federal Geraldo Resende (PSDB) como candidato a prefeito pretende recorrer da decisão.

A ação foi protocolada no ano passado logo depois que o resultado da eleição foi homologado e a coligação de Geraldo acusava Délia de crimes eleitorais como a suposta utilização de servidor da Assembleia Legislativa na campanha e ilegalidade na captação de recursos.

Na sentença proferida pelo juiz da 43ª Zona Eleitoral Jonas Hass Silva Júnior a ação foi extinto sem o julgamento do mérito. Conforme a decisão judicial sobre a captação de recursos na ordem de R$ 100 mil “não há que se falar em conduta em desacordo com a lei eleitoral, uma vez que não houve violação no tocante à arrecadação e gastos de recurso”.

Conforme a sentença “tratou-se de erro material da requerida quando da entrega de sua declaração de imposto de renda à Receita Federal. Fato este que foi sanado em momento posterior, através da entrega da declaração retificadora”.

Délia foi eleita com 43.252 votos enquanto que o segundo colocado deputado Federal Geraldo Resende 40.149. O deputado estadual Renato Câmara (PMDB) foi terceiro mais votado com 20.708, seguindo pelo professor Ênio Ribeiro (PSOL) com 2.445 votos e Wanderlei Carneiro (PP) com o apoio de 2.065 eleitores.

A assessoria jurídica da coligação “Compromisso da Verdade” anunciou que vai recorrer da decisão do juiz Jonas Hass.

Jornal Midiamax