Política

Assembleia debate manutenção de ponte sobre o Rio Paraguai

Estrutura está com pilares sem proteção

Midiamax Publicado em 29/06/2017, às 11h34

None

Estrutura está com pilares sem proteção

Deputados cobram de concessionária, nesta quinta-feira (29), manutenção adequada de ponte sobre o Rio Paraguai em Corumbá, a 429 quilômetros de Campo Grande. Estrutura teria pilares comprometidos pela colisão de embarcações.

No Plenarinho Deputado Nelito Câmara, a partir das 14h, são aguardados representantes da concessionária Porto Morrinho para esclarecer medidas adotadas para assegurar interligação terrestre do Estado à Cidade Branca pela BR-262.

Laudos atestariam risco iminente, conforme o deputado Beto Pereira (PSDB), de fechamento da ponte por danos causados por acidentes com embarcações. O último deles, há três anos, comprometeu pilar e acarretou interdição parcial.

Contrato prevê que a concessionária explore pedágio na ponte até 2022, responsabilizando-a pela manutenção da estrutura que leva o nome do poeta Manoel de Barros. Serão cobrados por melhorias Wolney Azevedo Freire e André Rodrigo Garcia, diretor executivo e engenheiro da Porto Morrinho. 

Jornal Midiamax