PMDB e PSDB querem Pedro Chaves em seus quadros

O senador pelo PSC, Pedro Chaves, que substituiu Delcídio do Amaral (sem partido) no mandato no Senado Federal até o fim de 2018, revelou que recebeu convites de diversos partidos para trocar de legenda.

“Foram cerca de 10 partidos. Mas, eu estou bem e confortável no PSC. Somos dois senadores e temos uma bancada boa de deputados e uma liberdade nas ações”, destacou Pedro Chaves, durante agenda de assinaturas de emendas federais nesta manhã na Capital.

Entre os postulantes ao mandato do novo senador estão PMDB, PSDB, PR, PDT, PEN e PHC. O parlamentar alegou ainda que seu atual partido, apesar da pouca representatividade na Casa, lhe proporciona ‘independência’ e ‘liberdade’.

Pedro Chaves também comentou que ainda não definiu como votará no processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), cujo relatório final deverá ser analisado no plenário do Senado até começo do mês de agosto.

“Estou estudando todos os autos. Hoje a Dilma está elaborando sua defesa. Vou analisar as provas e aprofundar um pouco mais. Imagino que até semana que vem terei definido meu voto”, disse o senador, emendando que o partido lhe dará liberdade em sua decisão.

O senador também destacou que o partido terá candidato a prefeito de Campo Grande, e confirmou presença no lançamento da pré-candidatura do deputado estadual Coronel David (PSC) no próximo dia 10 de junho.