Política

Senadores discutem parecer que prevê cassação de Delcídio do Amaral

O primeiro a falar foi o o relator do Conselho de Ética

Midiamax Publicado em 10/05/2016, às 21h30

None
delcidio-amaral-300x255.jpg

O primeiro a falar foi o o relator do Conselho de Ética

A sessão que discute e irá votar o relatório que prevê a cassação do senador sul-mato-grossense Delcídio do Amaral (sem partido), ocorre e vários senadores usam da palavra para falar do caso. Eles discutem o parecer que foi apresentado pelos senadores. O primeiro a pedir a palavra foi José Medeiros.

Antes disso o senador Randolfe Rodrigues ocupou a tribuna para falar como acusação, pois o partido dele é um dos autores do pedido de abertura de processo no Conselho de Ética contra Delcídio do Amaral.

O senador Ricardo Ferraço apresentou o relatório dele na CCJ pela constitucionalidade da representação. O relator no Conselho de Ética, Telmário Mota, também ocupou a tribuna por 10 minutos.

Delcídio do Amaral responde um processo por quebra de decoro parlamentar por tentar obstruir as investigações da Lava Jato. Ele foi preso em novembro de 2015, pela Polícia Federal, sob acusação de oferecer R$ 50 mil mensais à família de Nestor Cerveró para tentar convencer o ex-diretor da área internacional da Petrobras a não fechar um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF).

Jornal Midiamax