Política

Puccinelli diz que ‘desencarnou’ e sugere nomes para liderar PMDB

‘As pessoas passam e as instituições continuam’

Midiamax Publicado em 26/02/2016, às 09h55

None
andre_puccinelli-gw2.jpg

‘As pessoas passam e as instituições continuam’

O ex-governador André Puccinelli (PMDB) não demonstra intenção de disputar o Governo do Estado novamente. Concentrado na criação de seu instituto, o ex-governador declarou que continua firme na decisão tomada quando saiu do governo, no final de 2014, de cuidar da família.

Mostrando-se distante das tratativas políticas, ele quis saber da reportagem se é verdade que decano que se aposentou quer voltar a ser candidato. “Não quer desencarnar”, brincou, ao seu estilo. Sobre ele desencarnar, disse que segue tranquilo na vida fora da política.

“Já disse que vou ser ‘vovotorista’, mas vocês não acreditam e vão constatar. Minha pretensão é me aposentar. Os outros continuam. As pessoas passam e as instituições continuam. O PMDB continua”, declarou.

O ex-governador ainda citou de lideranças que podem dar continuidade a esta função de líder, que já não tem vontade de tocar. “Tem o Moka (senador Waldemir Moka), Simone (senadora Simone Tebet), o Marun (deputado federal Carlos Marun), todos os deputados, vereadores… Continua o partido”, complementou.

Puccinelli garante que está distante da vida política e participando apenas quando é chamado, como nos casos recentes onde “palpitou”, como ele mesmo gosta de dizer, em casos de Naviraí e de Aquidauana. 

Jornal Midiamax