Dirceu e Erenice Guerra também serão citados

A edição semanal da revista Época vai divulgar uma reportagem sobre a proposta de delação premiada do engenheiro José Antunes Sobrinho, um dos donos da empreiteira Engevix. A delação deve comprometer o vice-presidente (PMDB) e o presidente do Senado, (PMDB-AL).

De acordo com o periódico, Sobrinho afirmará que pagou propina a operadores em nome do vice-presidente e do presidente do Senado. Ele também citará os nomes dos ex-ministros José Dirceu e Erenice Guerra. A Engevix também teria destinado recursos não-oficiais ao PT, em troca de vantagens em obras do governo e estatais, como a Caixa Econômica Federal.

O delator, segundo a Época, teria preparado um documento de delação com 30 anexos, cada um falando de um personagem e seus crimes cometidos. Para Erenice e Dirceu, o dono da empreiteira teria feito outros pagamentos irregulares, não divulgados no trecho da reportagem publicada no site da revista na quinta-feira (21).

O dono da Engevix é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro na mesma ação em que Dirceu é réu. Ele foi preso no dia 21 de setembro de 2015, na 19ª fase da .

(Sob supervisão de Ludyney Moura)