Política

Fórum quer que Governo mostre lista de sindicatos que aceitaram abono

Governo diz 80% das 47 categorias aceitaram abono

Clayton Neves Publicado em 05/05/2016, às 12h52

None
10.04.16-foto-malk-600x357.jpg

Governo diz 80% das 47 categorias aceitaram abono

Apesar do Governo do Estado pontuar que já acertou negociação com cerca de 80% dos sindicatos que representam os servidores estaduais, e afirma que continua aberto à negociação salarial com as categorias que ainda não aceitaram a proposta de reajuste salarial, o Fórum dos Servidores, entidade que afirma representar 45 mil funcionários da administração estadual, negou esse índice e desafiou o governo a dizer quem são as categorias.

O coordenador do Fórum de Servidores de Mato Grosso do Sul e presidente da ABCSS-MS (Associação Beneficente de dos Subtenentes, Sargentos e Oficiais Oriundos do Quadro de Sargentos), Thiago Mônaco marques, diz que os servidores público em geral receberam a notícia com muita tristeza.

“Nós sentimos enganados por um Governo que em 2014 disse que valorizaria o servidor publico e que proporia um diálogo, o que a gente vê é um monologo. A gente vê essa mensagem como forma de intimidação. Querem instituir a ditadura”, critica.

E desafia: “Queremos ver o Governo mostrar quem são os sindicatos que aceitaram. O único que eles estão tratando como filho são os professores, e os demais? Quem são os sindicatos que aceitaram o duzentão (diz sobre o abono proposto pelo Governo).

Já o presidente da ACS (Associação de Cabos e Soldados), Edmar Soares da Silva, defende e diz que sempre buscou negociar com responsabilidade e as portas estão abertas. “A matéria não é em relação às atitudes aos cabos e soldados. A Polícia Militar tem tem situação diferenciada. O Governo fez proposta que melhorasse o salário para cabos e soldados. Chegou a final a 13,13% para soldado e cabo 10,5%. Pedimos que mesmo valores concedidos a cabos e soldados sejam concedidos a sargentos e subtenentes”, diz.

Sem citar os sindicatos, a assessoria de imprensa do Governo do Estado disse que ao todo os servidores são representados por 47 categorias, e que destas 80% acordaram com o governo o abano de R$ 200. “Significa ganho real para 70% dos servidores, acima da inflação. Neste percentual estão os professores”, explica a assessoria.

Veja a nota na íntegra emitida pelo Governo do Estado de MS

O Governo do Estado continua aberto à negociação com as categorias que ainda não aceitaram a proposta de reajuste salarial. Nos próximos dias serão realizadas novas reuniões com seus dirigentes sindicais, uma nova rodada de diálogo a partir da qual o Governo confia que se chegará ao entendimento.

Durante as negociações, o Governo foi transparente com as lideranças sindicais, demonstrando que apesar da grave crise econômica que estamos passando, fez enorme esforço para manter o equilíbrio das contas, pagar suas obrigações em dia e manter funcionando bem serviços públicos como saúde, segurança e educação.

Sempre valorizando os servidores estaduais, dialoga com as categorias e chegou a um acordo com praticamente todas elas. E assim garantiu, mesmo na crise, um aumento acima da inflação para mais de 70% dos funcionários. Além disso, assegurou uma série de melhorias para diversas carreiras.

Infelizmente, alguns sindicatos isolados preferiram o caminho da radicalização. O Governo lamenta essa atitude e continua aberto ao diálogo. Entretanto, diante da intransigência de algumas corporações, o Governo do Estado continuará firme no compromisso de defender os interesses de toda a população.

Jornal Midiamax