Política

Ex-prefeito volta a ser preso por descumprir pena de serviços comunitários

Político teria falsificado atestados para se livrar de serviços

Joaquim Padilha Publicado em 29/06/2016, às 13h28

None
cavalcante_costa.jpg

Político teria falsificado atestados para se livrar de serviços

O ex-prefeito de Sonora, João Cavalcante Costa, voltou a ser preso na tarde desta segunda-feira (27), em sua residência no município na Avenida do Povo. João Costa cumpria pena de prestação de serviço, pelo crime de improbidade administrativa. A pena foi revertida para regime semi-aberto, depois que foi constatado que o ex-prefeito não estaria cumprindo suas obrigações com a Justiça.

Segundo o site de notícias Idest, policiais civis teriam prendido João Costa por decisão do Juiz Federal Fábio Rubem David Muzel. O ex-prefeito teria sido condenado a dois anos e quatro meses de prisão em regime aberto, pelo desvio/apropriação de recursos públicos durante sua gestão. Logo depois a pena foi convertida em prestação de serviços à comunidade, no Cras (Centro de Referência e Assistência Social) do município.

O juiz constatou que João Costa estaria descumprindo sua pena e não comparecendo nos serviços de assistência social. Há também uma acusação de que o ex-prefeito estaria falsificando atestados médicos para pedir licença da pena e se afastar dos serviços comunitários. Neste caso, João pode responder também pelo crime de falsidade ideológica e de documento.

O ex-prefeito aguarda nova decisão do juiz Fábio Muzel sobre sua situação, já que o não cumprimento das medidas penais pode prejudicá-lo frente a Justiça. Ele se encontra preso na delegacia de Sonora.

Jornal Midiamax