Com relação ao legislativo, o arcebispo quer montar uma pauta compromisso

O Arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa, disse que pretende manter neste ano de eleição, o debate entre os candidatos ao executivo, como vem sendo feito em anos eleitorais anteriores. Com relação aos candidatos do legislativo, Dom Dimas ressaltou que será elaborado uma pauta mínima para que os eleitos possam ser cobrados depois, como um compromisso firmado.

“Acredito que no próximo semestre nós vamos repetir o que vem sendo feito nos anos anteriores, o debate entre os candidatos, sobretudo ao executivo. Além disso, a elaboração de uma pauta mínima ou compromisso para que os candidatos também ao legislativo possam assinar e depois serem cobrados”, destacou o arcebispo.

Também segundo Dom Dimas, há a ideia de se criar um grupo de católicos na política. “Há tempos que eu quero criar um grupo de católicos na política. Não sei se a gente vai conseguir fazer isso nesse momento, mas eu acredito que esse ano deve ser um ano chave nessa direção, a modo que nós possamos dar esse passo”.

O arcebispo enfatizou que este grupo não incluiria somente católicos que já estão na política. “Atualmente católicos na política não agrupa apenas os que são políticos de carreira, ou seja, aqueles que são eleitos para o executivo e legislativo, mas também membros dos conselhos de direito e funcionários de carreira, que estão concursados e trabalham nos diversos departamento,d e modo que a gente possa aos poucos ir conhecendo melhor a realidade e onde for possível dar uma contribuição”.

Ao ser questionado se seria feito algo arpa conscientizar a população com relação ao voto, Dom Dimas resumiu dizendo “a pauta mínima eu acho que é algo significativo”.