Política

Após fracasso nas urnas, PT terá encontro regional para avaliar processo eleitoral

Encontro será em dezembro

Midiamax Publicado em 25/11/2016, às 12h13

None
biffi.jpg

Encontro será em dezembro

O PT (Partido dos Trabalhadores) não conseguiu eleger nenhum prefeito na eleição deste ano, tendo disputado em sete município, inclusive na Capital. Para analisar este resultado e pensar nos planos futuros, será realizado um encontro estadual da legenda no próximo dia 10 de dezembro.

A informação do evento foi dada pelo presidente regional da sigla, o ex-deputado federal Antonio Carlos Biffi. “Nós estamos fazendo um chamamento para o dia 10 de dezembro, para o Encontro Estadual do PT, da direção partidária. O intuito é reunir vereadores eleitos, vices-prefeitos eleitos, atuais prefeitos, movimentos sociais e demais integrantes”.

Biffi destacou que o objetivo é fazer uma avaliação do processo eleitoral e se preparar para o futuro. Ao ser questionado sobre detalhes ele disse que ainda não tem, como local, horário e temas específicos a serem debatidos. Em 2012, o PT saiu vitorioso em 14 cidades sul-mato-grossense.

O representante petista no Estado disse rapidamente que em março ocorrem as eleições municipais da legenda para definição dos representantes do partido em cada município, assim como o regional. Ele afirmou que em breve terá mais informações. Sobre ele permanecer no cargo, disse que colocou seu nome a disposição e é bem provável que tente permanecer.

Deputados

Após este resultado na eleição deste ano e os diversos escândalos vivenciados pelo partido recentemente, tendo como principal o impeachment da ex-presidente Dilma Roussef (PT), o deputado estadual petista Amarildo Cruz chegou a dizer que estava pensando seriamente em trocar de sigla.

Ele destacou todos os problemas passados pelo partido e ainda cobrou atitudes e decisões mais energicas pelos dirigentes. Recentemente ao ser questionado se iria sair mesmo, ele disse que foi aconselhado a espera um pouco mais para tomar esta decisão e decidiu por aguardar.

Os outros três parlamentares estaduais petistas afirmam que não pensam em deixar o PT, mesmo com todos só fatos ruins envolvendo a sigla. São eles Pedro Kemp, João Gandão e Cabo Almi.

Jornal Midiamax