Só 11 vão à sessão em Rochedinho e 2 ainda trocam nome do distrito

Dezoito vereadores não quiseram rodar 22 quilômetros
| 27/05/2015
- 19:06
Só 11 vão à sessão em Rochedinho e 2 ainda trocam nome do distrito

Dezoito vereadores não quiseram rodar 22 quilômetros

A sessão da Comunitária da Câmara no distrito de Rochedinho não rendeu tanto como outras no mesmo estilo. Nesta quarta-feira (27), apenas 11 dos 29 vereadores rodaram 22 quilômetros para ouvir moradores do distrito.

A falta de vereadores parece ter atingido os moradores, que também não se pronunciaram. Só o diretor da escola e o presidente da associação de moradores falaram.  O restante da população preferiu ouvir o que os vereadores tinham a falar.

Entre os poucos que falaram, alguns ainda conseguiram desagradar a população. O vereador Chocolate (PP) foi o primeiro a ganhar vaias. Ele chamou o distrito de Anhanduí, depois de Rochedo e só após vaias corrigiu, falando o nome certo: Rochedinho.

Chocolate tentou consertar, dizendo que brincou para ver se eles estavam espertos, mas convenceu pouco. O vereador Gilmar da Cruz (PRB) não prestou atenção na vaia ao colega e também errou o nome, chamando Rochedinho de Anhanduí, ganhando uma ligeira vaia.

A sessão contou com a presença dos vereadores Chocolate, Gilmar, Carlão (PSB), Betinho (PRB), Carla Stephanini (PMDB), Chiquinho Telles (PSD), Herculano Borges (SD), Dr. Loester (PMDB), Coringa (PSD) e José Chadid (sem partido). A presidência da Câmara chegou a dizer que alguns vereadores justificaram ausência, mas não citou motivos. 

 

 

 

Veja também

O aumento dos valores é retroativo a abril e setembro do ano passado

Últimas notícias